Archive for the ‘Rede Globo’ Category

Ex-PM cheira até a morte cocaína comprada de policiais fardados

O caso do ex-PM Marcelo Vieira da Silva, de 38 anos, que provavelmente morreu de uma overdose de cocaína, revela pelo menos três aspectos gravíssimos e nenhum deles tem a ver com o fato de ter transformado num inferno a vida da talentosa atriz Susana Vieira.

1) PMS TRAFICANTES – A namorada de Marcelo, Fernanda Cunha, revelou à polícia que ele adquiriu a droga das mãos de policiais militares fardados, em pleno Centro do Rio. Não é novidade a existência da sociedade entre policiais e traficantes de drogas em várias partes do país. Não é de hoje que eu ouço histórias de operações policiais montadas exclusivamente com o objetivo de apreender drogas que serão depois revendidas pelos próprios agentes da lei. Outro dia, vocês lembram, acharam cocaína dentro do alojamento de policiais do 12o BPM (Niterói). O que surpreende dessa vez é sabermos que policiais fardados estão negociando a morte em plena luz do dia, por alguns trocados.

2) TESTE ANTIDROGAS – Os sinais de paranóia demonstrados pela vítima, antes de morrer, apresentam fortes indícios de que Marcelo era um dependente químico há muito tempo. A diretora do Nepad (Núcleo de Estudos e Pesquisas em Atenção ao Uso de Drogas), Tereza Aquino, informou ao repórter Marcelo Dutra que só um usuário freqüente e antigo sofre da chamada “nóia da cocaína”, que são alucinações e sentimento de perseguição. A pergunta é como Marcelo – que só este ano foi expulso da PM – permaneceu tanto tempo sem que a corporação percebesse os sinais da doença. É por isso que há quem defenda que policiais sejam submetidos periodicamente a testes antidroga, o que ajudaria a detectar agentes públicos mais propensos a uma convivência absolutamente ilegal com traficantes. Eu, confesso, que ainda não tenho idéia formada à respeito. Mas é uma boa discussão. O que vocês acham?

3) FALTA DE INFORMAÇÃO – Por último, mas não menos importante, o episódio é um exemplo clássico de como o desconhecimento dos efeitos de drogas ilícitas pode impedir que um dependente seja salvo. Segundo o relato da namorada de Marcelo, ele demonstrou claros sinais de que estava sofrendo uma overdose, mas ela não o encaminhou para um atendimento médico de urgência. Achou que era apenas mais uma crise nervosa do namorado que no entanto agonizava diante dela. Não era. Naquele momento o coração e os pulmões de Marcelo estavam entrando em falência. E a causa teria sido uma só: o uso de uma droga que oferece momentos de euforia, traduzidos em muito brilho e fantasia, mas ao final leva à destruição do sistema nervoso central, num caminho sem volta.

Kibado do Repórter de crime

Anúncios

A notícia das próximas 72 horas no Brasil: “Morre ex-marido de Suzana Vieira”

Duas coisas a se pensar antes de publicar as matérias dos jornais online: 1) O cara era tão conhecido que mesmo depois de falecido é chamado nas manchetes, antes de seu nome, de o ex-marido de Suzana Vieira; 2) Me lembrem de nunca brigar com a Ana Maria Braga, a mulher pediu dias atrás que o cara desaparecesse da face da terra, ao vivo, no programa Mais Você.

marcelo_silva

Agencia Estado
Ex-marido de Susana Vieira pode ter morrido de overdose
Pedro Dantas

A polícia investiga a hipótese de overdose no caso da morte do ex-policial militar Marcelo Silva, de 38 anos, ex-marido da atriz Susana Vieira encontrado morto na manhã de hoje no apart-hotel Transamérica, na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. O cadáver não apresentava ferimentos ou sinais aparentes de envenenamento. Os funcionários do hotel informaram que o ex-PM morava no local com a atual companheira, a estudante Fernanda Cunha, de 24 anos. Amigos do casal já estiveram no local, mas não falaram com os jornalistas.

Folha Online
Ex-marido de Susana Vieira é encontrado morto no Rio

O ex-marido da atriz Susana Vieira e ex-policial militar Marcelo Silva foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira em frente a um flat na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio).

Marcelo Silva e Susana Vieira, em 2007; Marcelo foi encontrado morto hoje, no Rio. Há suspeita de overdose, segundo a assessoria da Polícia Militar. As causas da morte, no entanto, ainda serão investigadas.

Susana e Marcelo se casaram em setembro de 2006. Em novembro deste ano o casal se separou, depois de a atriz receber uma ligação da estudante Fernanda Cunha, amante de Marcelo.

Polêmico
De acordo com a coluna Zapping, recém-separado, Marcelo foi entrevistado por Sônia Abrão, na RedeTV!, e disse que traiu a esposa com Fernanda apenas porque não queria ser chamado de gay. No programa, ele disse que processaria Fernanda.

A estudante chegou a prestar duas queixas contra Marcelo em Goiânia (GO), por agressão e ameaça de morte.

Depois disso, os dois assumiram o namoro e Marcelo foi morar com Fernanda em um flat na Barra da Tijuca.

Em junho deste ano, a Polícia Militar retirou Marcelo Silva da corporação, na época, ele e Vieira não comentaram o caso, já que estavam no exterior.

O Globo
Ex-marido de Suzana Vieira morreu dentro do carro
Ronaldo Braga

O ex-PM Marcelo Silva morreu dentro do carro na garagem do Hotel Transamérica onde está hospedada sua atual namorada, Fernanda Cunha. Ele havia chegado ao local sozinho num Pólo prata por volta das 7h e não saiu do veículo. Funcionários do hotel, percebendo que havia algo de errado acionaram o Samu. Quando os para-médicos dos bombeiros chegaram constataram que ele já estava morto. Peritos estão no local.

Afinal de quem é a Record News?

Saiu na coluna do Daniel Castro na Folha de hoje:

“Em editorial lido ontem no “Jornal da Record”, a Record atacou a Globo, acusando-a de ter feito “uma operação covarde e leviana para impedir o sucesso do lançamento da Record News”, com a presença do presidente Lula, na última quinta. A Record disse que a Globo sempre operou no “subterrâneo do poder constituído” e que já usou “o Brasil e os brasileiros para os seus interesses mais vis” (…)

Segundo a Record, o editorial foi uma resposta à “pressão desesperada” que a Globo fez nos bastidores, na semana passada, para sensibilizar ministros de que a Record News é uma operação ilegal, já que a Record tem dois canais abertos na cidade de São Paulo.
(…)
A Record negou que a Record News seja irregular. A legislação proíbe uma mesma pessoa ou entidade de explorar “mais de uma outorga do mesmo tipo de serviço de radiodifusão na mesma localidade”. A Record diz que a TV Record de São Paulo é do bispo Edir Macedo, mas a Rede Mulher, nome oficial da Record News, não.”

A Globo respondeu com uma nota dura: “Esse ataque leviano não chega a ser surpreendente: é de se esperar que um grupo que lucra pela manipulação de fé religiosa queira também manipular a opinião pública.”

recordnews.jpg

Afinal, se o bispo Edir Macedo não é o dono porque discursou na inauguração e apertou o botão dando início as operações?

RCTV vai transmitir parte da programação em telões

rctv.gifA emissora Rádio Caracas de Televisão (RCTV), tirada do ar no último dia 27 por uma decisão do governo venezuelano, irá transmitir parte de sua programação em telões instalados em praças públicas de Caracas e cidades no interior do país. A decisão foi anunciada nesta terça-feira junto com o local da primeira transmissão: a praça Alfredo Sadel, no sudeste da capital da Venezuela.

De acordo com diretores da RCTV os telões irão exibir capítulos das novelas “Mi Prima Ciela” e “Camaleona”, que iam ao ar no horário nobre até o sinal da emissora ser cortado. O público também poderá assistir ao vivo a gravação de humorísticos e programas de auditório, como o campeão de audiência “Quem Quer Ser Milionário”. Há 53 anos no ar, a RCTV era a emissora mais popular da Venezuela e a única de alcance nacional que se mantinha na oposição ao presidente Hugo Chávez.

Nos últimos dias, parte da programação da RCTV tem sido veiculada por internet ou pelo sinal internacional da TV colombiana Caracol. Segundo sua porta-voz, a emissora não tem intenção de mudar suas operações para outro país da América Latina ou para os EUA. Nenhum dos três mil trabalhadores da RCTV ainda foi demitido. A maioria continua a trabalhar e a produzir os programas, que estão sendo exibidos também na internet, no site de notícias do El Observador.

“Em algum momento, esperamos retomar o nosso sinal aberto,” disse a vice-presidente de mercado da RCTV, Inés Bacalao, que descartou a possibilidade da emissora transmitir seu sinal na TV por assinatura, ou TV a cabo. “Queremos regressar ao sinal aberto. Se transmitirmos por cabo, nossa programação será vista por apenas 30% dos venezuelanos,” afirmou. 
 
Agência Estado

Em nota, PT apóia decisão de Chávez sobre RCTV

O Partido dos Trabalhadores apoiou, em nota, a decisão do presidente venezuelano, Hugo Chávez, de tirar do ar a mais antiga emissora de televisão do país, a RCTV. Divulgado nesta segunda-feira, o documento do PT defendeu a decisão argumentando que a Venezuela é um país democrático, o presidente foi eleito democraticamente e a não-renovação da licença seguiu “todos os trâmites previstos pela legislação venezuelana”. Além disso, o partido alega que a medida combate o “monopólio da comunicação por grandes empresas, que se utilizam de concessões públicas para a defesa dos interesses privados de uma minoria.

O partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que decidiu tornar pública sua oposição porque “setores da imprensa” teriam, aproveitando o caso da RCTV, tentado questionar o partido em relação ao governo Chávez e às liberdades democráticas. A posição oficial do PT foi expressa em nota da Secretaria de Relações Internacionais do partido.

Agência Estado

Os bicheiros e a Globo

A hipocrisia dos que agora falam em moralidade é fantástica. Há poucos meses, durante o carnaval, a GLOBO comprou os direitos de transmissão dos desfiles da Liesa – a confederação dos bicheiros cariocas. Os mesmos que ela agora em editorial chama de bandidos que devem ser levados para a cadeia. Para ganhar dinheiro com a venda de patrocínio para o carnaval, a emissora não achava isso. Negociou tudo com o capitão Guimarães e outros contraventores. Mais um vez, para ganhar dinheiro a ética pregada pela Globo não vale para si própria.

Retirado do Blog do Garotinho

Jornal diz que escândalo envolve Aécio Neves e Rede Globo

escandalo.jpgUm escândalo com força de uma bomba atômica pode cair bem no meio do colo da Rede Globo e do governador Aécio Neves. Segundo matéria publicada pelo NOVO JORNAL, de Minas Gerais, baseada em diversos documentos obtidos junto a fontes oficiais, o governador de Minas Gerais criou, sem autorização da Assembléia Legislativa, a empresa RME – Rio Minas Energia Participações S/A, que foi responsável pelas irregularidades descritas. A RME possui participação de 25% da CEMIG.

O ponto central da matéria diz que a RME adquiriu 75,40% da Light (empresa de energia elétrica do Rio de Janeiro), embora tenha comprado e pago 79,57%. Quem conhece bem de bolsa sabe que este é procedimento muito utilizado por empresas para esconder lucros não contabilizados. Assim, continua o Novo Jornal, “a Rede Globo foi beneficiária de US$ 269 milhões, e teve sua dívida junto a credores americanos quitada: GMAM Investment Founds Trust I, Foundations For Research e WRH Global Securities Pooled Trust”.
(…)
“O que era para não deixar rastro acabou comprometendo toda a operação, pois os credores da REDE GLOBO já tinham ajuizado o pedido de falência em Nova York. Desta forma, o pagamento da dívida teve que ser feito por dentro da contabilidade da GLOBO. A Justiça americana está pedindo explicação sobre a origem do dinheiro utilizado pela GLOBO para pagar o pedido de falência”.

Na política não precisa que os fatos sejam verdades para causar estardalhaço e ferir o inimigo, basta alguém para lançar a pedra no telhado alheio. Se for verdade é um senhor escândalo, digno mesmo de enterrar qualquer pretensão ao cargo de Presidente em 2010 do governador mineiro, Aécio Neves e, ainda, de dar razão à esquerda brasileira que ataca a mídia tradicional.

Vamos esperar o desenrolar dos fatos, até porque só existe uma versão publicada. De concreto mesmo fica apenas a certeza: começou a corrida para 2010. Para ler a matéria do Novo Jornal, clique aqui

Waldir Pires censurou Boris

boris_01.jpgPor Elio Gaspari, na Folha desta quarta:
Pela primeira vez em 51 anos de profissão, o jornalista Boris Casoy teve um texto expressamente censurado por um ministro. O censor foi o titular da Defesa, Waldir Pires, no episódio que aqui vai narrado.No dia 5 de outubro, Casoy recebeu uma mensagem do encarregado da edição da revista “Informe Defesa”, uma publicação trimestral da Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Defesa. Pediam-lhe um artigo para a seção “Abre Aspas”, sobre qualquer assunto que julgasse relevante. Ofereciam-lhe o espaço para que opinasse “de forma livre e transparente”.Nove em dez jornalistas que recebem esse tipo de solicitação argumentam que estão atarefados, agradecem e seguem em frente, mas Casoy decidiu atender ao pedido. Escreveu pouco mais de 20 linhas, relembrando o levante comunista de 27 de novembro de 1935.Disse coisas assim: “Ai de quem invoca as vítimas da fracassada tentativa comunista de tomada do poder! Imediatamente sofre a censura e os ataques das “patrulhas” dispostas a levar adiante seus propósitos, que apesar dos fracassos, agora sob nova roupagem, ainda motivam -por volúpia de poder ou ignorância- parcelas de nossa sociedade. E mais: há todo um movimento pela deificação do executor da Intentona, Luiz Carlos Prestes. (…) A ação comunista produziu 33 vítimas, cujas famílias nunca reivindicaram nada do governo brasileiro”.Proféticas palavras. No dia 27 de dezembro, o jornalista recebeu uma mensagem informando que seu texto fora mandado às urtigas. Nas seguintes palavras, de um assessor de Waldir Pires: “Ao ser levada a prova gráfica à consideração do ministro (como de praxe) ele solicitou-me retirar o “Abre Aspas”. O argumento do ministro é o de evitar-se a reabertura de feridas do passado. Ele chegou a conversar com o Comandante do Exército sobre isso”.O ministro, no caso, é um cidadão que, em 1964, teve os direitos políticos suspensos pela ditadura militar. Tornou-se um “cassado”, nome que se dava à época aos malditos da política. Durante anos a mazorca dos generais proibiu a imprensa de “veicular declarações, opiniões ou citações de cassados ou seus porta-vozes”.

Déspota africano ‘cura’ Aids às quintas e Asma aos sábados. Pode?!?!

jeanbedel.jpg

O presidente de Gâmbia está causando alvoroço com sua alegação de ser capaz de curar a Aids. Dificilmente alguém no país ousará contestá-lo e, infelizmente, muitos podem acreditar nele.

É difícil ganhar renome como um tirano na África; os padrões são muito altos. Jean Bédel Bokassa, da República Centro-Africana, acredita ser o 13º apóstolo, se coroou imperador e dizem desfrutar de uma ocasional refeição de carne humana. No Congo, o cleptocrata Mobutu Sese Seko construiu uma pista de pouso para seus jatos Concorde fretados no meio da floresta tropical. Agora, o presidente de Gâmbia, um Estado do Oeste africano, está se esforçando para acrescentar seu nome à lista.

Yahya Jammeh, 41 anos, é presidente da amargamente pobre Gâmbia desde que tomou o poder em um golpe em 1994. Nas três supostas eleições de lá para cá, ele não abriu mão do cargo. Entre seus feitos até o momento estão dar aos 1,6 milhão de cidadãos de Gâmbia um arco do triunfo impressionante – assim como Napoleão deu aos franceses – assim como fundar a primeira e única universidade de Gâmbia.

Agora ele deu um passo além. Há poucas semanas, Jammeh convocou seus seguidores e alguns poucos embaixadores, dignitários e repórteres de TV para anunciar em um discurso truncado que, tendo feito algumas descobertas fantásticas, ele agora é capaz de curar a Aids (assim como a asma). O presidente reconheceu para sua platéia atônita que as terapias ainda têm algumas limitações – ele só pode curar a Aids às quintas. A asma, por outro lado, só pode ser tratada às sextas e aos sábados.

Cerca de 20 mil gambianos – 1,2% da população – estão infectados pelo HIV. Jammeh alega ter tratado nove deles com sucesso em janeiro e 27 outros em fevereiro. Ele também se orgulha das 500 vítimas de asma que curou. E promete agir em breve para eliminar outras doenças, já que alega dispor de um “mandato” – aparentemente de ninguém menos que Deus.

Organizações de ajuda internacionais ficaram horrorizadas ao descobrir que milhares de gambianos infectados esperam ser tratados pelo presidente. Jammeh disse que curará qualquer um, jovem ou idoso. Ele não aceitará pagamento, mas fez uma estipulação: aqueles que estão tomando medicação antiviral devem parar de fazê-lo imediatamente. Dois respeitados especialistas em HIV/Aids entregaram imediatamente sua renúncia em protesto.

Vestido de branco da cabeça aos pés, o chefe de Estado fica em pé diante de seus pacientes, murmurando orações e acenando o Alcorão. Então Jammeh esfrega uma pasta verde na pele deles, depois os borrifa com um líquido cinzento de uma velha garrafa de Evian e lhes dá algo amarelo para beber. Bananas – ministradas oralmente – completam o tratamento. Após repetir o procedimento por várias semanas, ele proclama os pacientes curados. Todos eles. Sem exceção.

Leia a matéria completa no blog Fundo Escuro da Lata de Lixo