Archive for the ‘Petrobras’ Tag

Charge do Dia

glauco

Anúncios

Crise na Petrobras?

Suplicy e Tasso

Será que os incomPTentes conseguiram abalar a saúde financeira da menina dos olhos do povo brasileiro? Sim porque é muito estranho os dois empréstimos feitos pela Petrobras no BB e na CEF. Mais estranho é que a CEF não atende a empresas do porte da Petrobras. Nem uma divisão específica para isto tem. E o mais estranho de tudo: os empréstimos foram para capital de giro?!?!?!

A Petrobras recorreu antes ao BB, em outubro, e pegou R$ 750,99 milhões, a um custo de 6,3% ao ano, o que correspondeu a 21% de todos os recursos do BB destinados aos exportadores no mês referente ao empréstimo.

Na CEF, que deveria financiar habitação, saneamento, agricultura, pequenas e médias empresas, o valor tomado foi de R$ 2 bilhões. O montante tomado pela Petrobras corresponde a 44% dos R$ 4,5 bilhões em créditos para empresas concedidos pelo banco estatal em outubro. Para efeito de comparação, neste ano de 2008, a Caixa destinou ao programa de financiamento da habitação popular R$ 1,5 bilhão.

A estatal divulgou nota no seu site e deixou tudo mais estranho ao informar que:

“Em outubro, a Companhia teve maiores gastos com impostos e taxas, com o recolhimento de mais de R$ 11,4 bilhões no mês…”

“…Parte desses pagamente refere-se ao Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro, devido ao maior Lucro Líquido apurado no terceiro trimestre de 2008. E participações especiais calculadas com base no valor de pico do preço do petróleo”.

Empréstimo para pagamento de impostos? Devia ir era para o SEBRAE aprender a provisionar dinheiro para pagamento de impostos.

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado decidiu realizar uma sessão para ouvir explicações de autoridades sobre a situação financeira da Petrobras.

Aprovou-se nesta quinta (27) um requerimento do PSDB. Prevê o comparecimento à comissão de quatro pessoas:

1. José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras;
2. Maria Fernanda Coelho, presidente da Caixa Econômica Federal;
3. Antônio Francisco de Lima Neto, presidente do Banco do Brasil;
4. Henrique Meirelles, presidente do Banco Central.

O objetivo é obter explicações sobre empréstimos de capital de giro que a Petrobras contraiu junto a bancos federais.

Ontem, 27/11, o Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) leu na tribuna do Senado o Balanço da empresa:

“Em outubro, o passivo circulante líquido da Petrobras chegou a R$ 92,9 bilhões. São dívidas de curtíssimo prazo…”

“…O ativo circulante líquido, caixa e créditos de curto prazo, somou R$ 57 bilhões. Ou seja, tem um buraco de curto prazo de R$ 36 bilões…”

“…Isso significa que há um sério problema de liquidez. Por isso fizeram os empréstimos na Caixa e no Banco do Brasil, que não são corriqueiros”.

Leia mais em: Banco do Brasil também socorreu a Petrobras 
Estatal já corta consultorias e patrocínios 
Analistas vêem problema de gestão na Petrobras 
Empresa atrasa pagamentos, afirma Tasso 
Caixa não tem atendimento a clientes do porte da Petrobras 
Dilma nega crise na Petrobras