Archive for the ‘Brasileiros’ Tag

Charge do Dia

lezio_onda

Ih… Lula sendo Lula mesmo. Sifu.

lulaLula trazia um pronunciamento escrito por assessores. Mas avisou: “Não tem nenhuma razão para eu ler esse discurso aqui”. Falaria sobre o Fundo Setorial do Audivisual, lançado no Rio, nesta quinta (4). Desistiu: “A pessoa menos indicada para falar de audiovisual seria eu”. Preferiu tratar de “um outro assunto”. Brindou a platéia de produtores culturais e artistas com um improviso de 45 minutos sobre a crise global. Em certos momentos, recorreu a um linguajar de botequim. Valeu-se de uma analogia médica para explicar o seu otimismo maroleiro.

“Se um de vocês fosse médico e atendesse a um paciente doente, o que vocês falariam para ele?…”

“…Olha, companheiro, o senhor tem um problema, mas a medicina já avançou demais, a ciência avançou, nós vamos dar tal remédio e você vai se recuperar…”

“…Ou você diria: meu, sifu [corruptela de ‘se fodeu’]. Vocês falariam isso para um paciente de vocês? Vocês não falariam”.

Comparou o mercado a um adolescente rebelde. Do tipo que ignora os pais. Mas, à menor dificuldade, refugia-se em casa. “Aí é paizinho, mãezinha”.

Depois, formulou uma metáfora fecal: “O mercado teve uma dor de barriga”. E “não foi uma dor de barrigazinha, foi uma diarréia daquelas, braba, insuportável”.

Arrematou: “Quando o mercado teve essa diarréia, quem é que eles chamaram para salvá-los? O Estado, que eles negaram durante 20 anos”.

Embora grave -“maior do que 1929”- a crise é, no dizer de Lula, paradoxal. Surgiu “no coração dos países ricos […]. E os países menos vulneráveis são os emergentes, dentre os quais o Brasil”.

Num instante em que as empresas começam a demitir, Lula bravateou: “Em época de crise, a gente não se acovarda […]. Eu sou um cidadão otimista”.

Olhou para Sérgio Cabral, governador do Rio. E pespegou: “Você me conhece há muito tempo, Serginho. Você sabe que eu adoro uma crise…”

“…Eu adoro ser provocado, porque eu acho que é nesse momento que você prova se pode crescer ou não pode crescer”.

Disse que conhece a crise de menino: “Eu sou originário de crise. Uma nordestina, quando tem o oitavo filho, é uma crise absoluta”.

Alfinetou a imprensa: “Eu fico vendo […] o que se escreve sobre a crise, o que se fala na televisão sobre a crise, o que se comenta no rádio…”

“…Tem um tipo de gente que parece que torce para que a crise venha e quebre o Brasil. Tem um tipo de gente que está doido para dizer…:

“…’Está vendo? Eu não falei que o Lula não sabia administrar o país? Eu não falei que o Lula não sabia cuidar da crise?’…”

Alvejou também os bancos. E revelouo teor de um telefonema trocado com o “companheiro Roger [Agnelli], presidente da Vale.

Evocou as crises da era FHC -Ásia, Rússia e México. E alfinetou: “Essas três crises, juntas, importaram num aporte de recursos de US$ 200 bilhões. E vocês sabem que o Brasil quebrou duas vezes naquele período”.

Na seqüência, jactou-se: “Essa crise agora já envolveu o equivalente a US$ 4 trilhões. E o Brasil não quebrou. Nem vai quebrar”.

Lula sente-se só: “Às vezes eu me sinto como se fosse o Dom Quixote, sabe, às vezes eu me sinto sozinho tentando pregar o otimismo […]”.

Em versão atualizada de um fenômeno que Nelson Rodrigues chamava de “complexo de vira-lata”, Lula disse que “parte da eleite brasileira é colonizada intelectualmente”.

Queixou-se: valoriza-se aqui mais a promessa de Barack Obama de criar 2 milhões de empregos até 2011 do que as 2,1 milhões de carteiras assinadas no Brasil em 2008.

Num exemplo prosaico, Lula deu uma idéia do tipo de comportamento que pretende adotar na pele de animador de crise.

Contou ter recebido “outro dia” o dirigente da “federação do comércio de um determinado estado”. Repreendeu-o:

“Você faz uma pesquisa, constata que aumenta a desconfiança do consumidor, divulga a pesquisa da desconfiança e não divulga nada para restabelecer a confiança. Que vendedor é você?”

Ensinou: “Ele deveria ter a pesquisa para tomar a decisão de chamar um publicitário e dizer: ‘Faça uma pesquisa para motivar esse povo, se não eu vou fomentar que ele compre menos’.”

Lula parece acreditar que, associando a marquetagem às medidas que o governo já adotou e ainda vai anunciar, o Brasil saírá da crise global “por cima da carne seca”.

PS.: O áudio do improviso de Lula está disponível aqui.  São 45min45s.

A versão impressa pode ser lida aqui. É peça obrigatória para quem deseja decifrar a alma do presidente.

Preparada pelo Planalto, a transcrição anota um “inaudível” no trecho em que Lula disse “sifu”. É parola de assessor mais realista do que o rei.

No áudio, a versão popular do “se fodeu” não poderia soar mais nítida.

Vi no blog do Josias

Brasil terá 7 milhões a mais de mulheres em 2050, revela IBGE

Celso Martins para o Hoje em Dia

Daqui a 42 anos, o Brasil terá 6,8 milhões de mulheres a mais que homens. Para cada grupo de 100, o país terá 93,9 pessoas do sexo masculino. Hoje essa proporção é de 96,4. A população brasileira com mais de 65 anos, que atualmente é de 12,4 milhões, deve chegar em 2050 a 48,9 milhões. Essas são algumas das conclusões do Instuto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que ontem divulgou a projeção da população 1980/2050. A população de Minas passará de 19,8 milhões para 22,5 milhões, 13,6% a mais, enquanto a do país crescerá 14,5%. Uma das conclusões do IBGE é de que, em 2039, o Brasil terá taxa de crescimento zero.

A expectativa de vida das mulheres, que na década de 80 era de 65,69 anos, passará para 84,54 anos. A dos homens chegará a 78,16, uma década de vida a mais em relação à expectativa deste ano. Com as mulheres vivendo mais, a Região Metropolitana de Belo Horizonte, que hoje tem 100 pessoas do sexo feminino para 93,2 homens, deve seguir a tendëncia nacional de crescimento. No Estado, essa proporção é de 96,5 para cada uma centena de mulheres.

Para o analista do IBGE em Minas, Antônio Braz de Oliveira Silva, a projeção da população idosa deve servir de alerta para que o país planeje a assistência às pessoas com mais de 65 anos. A taxa de crescimento dos brasileiros nesta faixa etária será de 294% em 42 anos. O Brasil terá mais gasto para pagar a aoposentadoria, além do aumento das despesas para dar assistência médica e hospitalar para os idosos”, analisou Antônio Braz.

Apesar de o IBGE não ter feito a projeção populacional de Minas até 2050, Antônio Braz acredita que no Estado a taxa zero de crescimento deverá ocorrer antes de 2039. Enquanto no país a população aumentou 1,05%, a de Minas cresceu 0,99% neste ano em relação a 2007. Ele explica que a projeção é feita com base nos censos anteriores e nos números de registros de nascimento e de morte.

No início de 2050, o Brasil terá 6,8 milhões de mulheres do que de homens em relação a este ano. Neste ano, as pessoas do sexo femino são 3,4 milhões a mais. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, são 180 mil a mais e em Minas 356 mil. Para Antônio Braz, o aumento se dará em função das mortes dos homens entre 18 e 30 anos provocadas por acidentes e homicídios, que apresentam crescimento a cada ano no Brasil.

“As mulheres estão cada vez mais tendo menos filho e mais tarde. Essse comportamento é em função de mais acesso a informação e a facilidade de evitar a gravidez”, explicou a socióloga Suzana Aguiar Santos, 45 anos, especialista em estudos demográficos.

A estudante Carolina de Souza Amaral, 22 anos, moradora de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, afirma que só pretende ter um filho quando completar 30 anos. “Quero concluir meu curso de enfermagem para depois pensar em casar”, declarou. Apesar de ainda ter planos para namorar, a estudante ilustra bem a pesquisa do IBGE. Ela afirma que nos bares e festa que freqüenta o número de mulheres chega ser o dobro da quantidade de homens.

O aposentado Antônio Vilaça Amaral, 68 anos, de Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, já sente as dificuldades de quem vive da aposentadoria.

“Recebo um salário de R$ 1.200, mas todo ano preciso fazer empréstimo para comprar remédio e para pagar plano de saúde”, reclamou.

A população de Minas, que hoje representa 10,5% em relação à do país, passará para 10,4% em 2031. Em relaço ao número de habitantes do Sudeste, o percentual permacerá em 24,8%.

Minas tem queda na população jovem
Outra constatação do IBGE é a redução da população jovem no Brasil. Atualmente, o Estado tem 26,5% de pessoas entre 0 e 14 anos e em 2050 esse percentual vai cair para 13,2%. O instituto não fez essa projeção para Minas, mas tendência é de que o Estado siga a tendência nacional. na faixa etária entre 0 e 14 anos o Estado tem 4,8 milhões de pessoas, 24,4% da população.

Segundo o IBGE, a população com idades de ingresso no mercado de trabalho entre 15 a 24 anos passa pelo máximo de 34 milhões de pessoas no país, número que deve diminir.

“O aproveitamento desta oportunidade demográfica proporcionaria o dinamismo e o crescimento econômico, mas a maioria dos jovens que deixa a escola não está preparado para o mercado de trabalho”, analisou o economista Marcelo Amaral Bueno, 32 anos, especialista no treinamento da mão de obra.

E foi por falta de um curso de especialização que o vendedor Flávio Souza, 31 anos, não conseguiu um emprego de supervisor em uma empresa de telemarketing.

Idosos chegarão a 13,8 milhões
Por outro lado, o número de pessoas com mais de 80 anos, que em 2000 era de 1,6 milhão, em 2050 deverá chagar 13,8 milhões . O economista Marcelo Amaral afirma que a profissão de cuidador de idoso deve ser a mais procurada na próxima década.

“Hoje está difícil encontrar profissionais para atender os pedidos, uma média de três por dia em Belo Horizonte. No ano passado tínhamos dificuldade de conseguir uma vaga para quem concluía o curso de técnico de enfermagem”, afirmou. Para uma jornada de seis horas por dia, um cuidador de idoso recebe a partir de R$ 1 mil por mês.

455 municípios não têm médicos, diz OMS

Márcio Pinho para a Folha de S.Paulo, em Ouro Preto/MG

O Brasil tem 455 municípios sem médicos, de um total de mais de 5.560 cidades no país. O problema é mais acentuado em regiões distantes dos maiores centros urbanos, como no Nordeste, que lidera a lista de cidades sem médicos, com 117, 25,7% do total do país. No Sudeste são 111, a maioria cidades pequenas, como Suzanópolis e Sagres, em São Paulo.

Os dados foram divulgados ontem pelo Ministério da Saúde em Ouro Preto (MG), durante um encontro da Global Health Workforce Alliance –órgão da OMS (Organização Mundial da Saúde) cuja bandeira é a maior presença de médicos onde há carência deles.

O levantamento foi feito com base em dados de outubro de entidades como o CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde) e a Universidade Federal de Minas Gerais.

Eles revelam ainda que hospitais sofrem para contratar especialistas. No Nordeste, 42,3% dos hospitais consultados disseram ter muitas dificuldades para contratar pediatras. Foram consultados 420 hospitais.

Segundo o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, o problema ocorre por motivos como a insegurança profissional. “Há uma tendência não só de que a tecnologia hospitalar mais complexa se concentre em determinadas regiões, mas que os médicos acompanhem essa concentração de riqueza.”

Outra causa é o perfil do estudante de medicina, que geralmente vem de grandes centros e tem bom poder aquisitivo.

Má distribuição

No relatório de 2006 da OMS, o Brasil aparece com taxa de 1,15 profissionais de saúde por mil habitantes –um pouco acima do mínimo preconizado pela entidade: 1. Alguns Estados ficaram abaixo desse mínimo, como o Acre, com 0,8.

O ministro aponta diversas ações feitas hoje para minimizar esse problema, como o PSF (Programa Saúde da Família), criado em 1993 e que hoje conta com mais de 28 mil equipes.

A inserção em locais de conflito, como favelas, e o isolamento a que o médico se submete em locais distantes também são apontados como desafios pelo ministério.

Cidades

Veja a lista de cidades sem médicos

RO Nova União
RO Parecis
RO São Felipe D’Oeste
PA Bagre
PA Faro
PA Santa Cruz do Arari
TO Angico
TO Aurora do Tocantins
TO Bandeirantes do Tocantins
TO Bom Jesus do Tocantins
TO Brasilândia do Tocantins
TO Darcinópolis
TO Fortaleza do Tabocão
TO Ipueiras
TO Itaporã do Tocantins
TO Luzinópolis
TO Maurilândia do Tocantins
TO Novo Jardim
TO Oliveira de Fátima
TO Piraquê
TO Recursolândia
TO Riachinho
TO Rio da Conceição
TO Sampaio
TO Santa Tereza do Tocantins
TO São Bento do Tocantins
TO Sucupira
TO Taipas do Tocantins
MA Fortaleza dos Nogueiras
MA Marajá do Sena
MA Paulino Neves
MA Sambaíba
MA São Pedro dos Crentes
MA São Raimundo do Doca Bezerra
MA Serrano do Maranhão
PI Alagoinha do Piauí
PI Alegrete do Piauí
PI Alvorada do Gurguéia
PI Aroeiras do Itaim
PI Bela Vista do Piauí
PI Bonfim do Piauí
PI Cabeceiras do Piauí
PI Cajazeiras do Piauí
PI Cajueiro da Praia
PI Campo Alegre do Fidalgo
PI Caridade do Piauí
PI Cocal de Telha
PI Colônia do Piauí
PI Coronel José Dias
PI Eliseu Martins
PI Floresta do Piauí
PI Francisco Macedo
PI Geminiano
PI Jatobá do Piauí
PI Jerumenha
PI João Costa
PI Lagoinha do Piauí
PI Lagoa do Barro do Piauí
PI Lagoa de São Francisco
PI Madeiro
PI Miguel Leão
PI Milton Brandão
PI Nazaré do Piauí
PI Nossa Senhora de Nazaré
PI Novo Santo Antônio
PI Paes Landim
PI Palmeira do Piauí
PI Paquetá
PI Pau D’Arco do Piauí
PI Nova Santa Rita
PI Santa Cruz dos Milagres
PI Santana do Piauí
PI Santa Rosa do Piauí
PI Santo Antônio dos Milagres
PI Santo Inácio do Piauí
PI São José do Divino
PI São José do Piauí
PI São Luis do Piauí
PI São Miguel da Baixa Grande
PI São Miguel do Fidalgo
PI Sussuapara
PI Tamboril do Piauí
PI Tanque do Piauí
PI Várzea Branca
PI Vera Mendes
PI Vila Nova do Piauí
CE Senador Sá
CE Varjota
RN Água Nova
RN Bento Fernandes
RN Galinhos
RN Lajes Pintadas
RN Lucrécia
RN Paraú
RN Santa Maria
RN Pedra Grande
RN Rodolfo Fernandes
RN São Francisco do Oeste
RN Senador Georgino Avelino
PB Amparo
PB Areia de Baraúnas
PB Assunção
PB Baraúna
PB Cajazeirinhas
PB Carrapateira
PB Curral de Cima
PB Vista Serrana
PB Lagoa
PB Mato Grosso
PB Nazarezinho
PB Olho d’Água
PB Olivedos
PB Parari
PB Pedra Branca
PB Poço de José de Moura
PB Quixabá
PB Salgadinho
PB Santa Inês
PB Santana dos Garrotes
PB Santa Teresinha
PB Santo André
PB São Francisco
PB São José do Bonfim
PB Serra da Raiz
PB Serra Redonda
PB Sertãozinho
PB Vieirópolis
AL Olho d’Água Grande
SE Amparo de São Francisco
SE Cumbe
SE Macambira
SE Malhada dos Bois
SE Pedra Mole
SE Santa Rosa de Lima
SE São Francisco
BA Almadina
BA Lajedinho
BA Maiquinique
BA Mascote
BA Milagres
BA Muniz Ferreira
BA Muquém de São Francisco
BA Novo Horizonte
BA São José da Vitória
BA São José do Jacuípe
MG Alpercata
MG Alvorada de Minas
MG Camacho
MG Capitão Andrade
MG Cedro do Abaeté
MG Córrego Novo
MG Desterro do Melo
MG Divinésia
MG Fernandes Tourinho
MG Gonzaga
MG Ibituruna
MG Imbé de Minas
MG Inimutaba
MG Itaverava
MG Marliéria
MG Munhoz
MG Naque
MG Nova Módica
MG Novorizonte
MG Paiva
MG Paulistas
MG Pescador
MG Pingo-d’Água
MG Piracema
MG Queluzito
MG Rio Doce
MG Rio Manso
MG Santa Helena de Minas
MG Santana do Jacaré
MG Santana dos Montes
MG Santa Rosa da Serra
MG Santo Antônio do Itambé
MG Santo Hipólito
MG São Domingos das Dores
MG São Félix de Minas
MG São Francisco do Glória
MG São Geraldo do Baixio
MG São João da Lagoa
MG São João da Mata
MG São José do Mantimento
MG São Sebastião do Rio Preto
MG Senador Cortes
MG Serra da Saudade
MG Serra dos Aimorés
MG Taparuba
MG Tapiraí
MG Tumiritinga
MG Turvolândia
MG Vermelho Novo
MG Vieiras
MG Wenceslau Braz
ES São Domingos do Norte
ES Vila Pavão
ES Vila Valério
SP Alumínio
SP Bom Sucesso de Itararé
SP Canitar
SP Coroados
SP Dirce Reis
SP Dolcinópolis
SP Elisiário
SP Gabriel Monteiro
SP Guzolândia
SP Iaras
SP Lavínia
SP Lourdes
SP Lupércio
SP Macedônia
SP Marapoama
SP Mariápolis
SP Monte Alegre do Sul
SP Murutinga do Sul
SP Narandiba
SP Nova Campina
SP Nova Castilho
SP Nova Independência
SP Óleo
SP Palmares Paulista
SP Parisi
SP Pedra Bela
SP Pedranópolis
SP Piquerobi
SP Planalto
SP Platina
SP Pratânia
SP Presidente Alves
SP Queiroz
SP Reginópolis
SP Ribeirão do Sul
SP Sabino
SP Sagres
SP Salmourão
SP Santa Cruz da Esperança
SP Santa Mercedes
SP Santana da Ponte Pensa
SP Santa Rita d’Oeste
SP Santa Salete
SP São João das Duas Pontes
SP São João de Iracema
SP Sarutaiá
SP Suzanápolis
SP Tejupá
SP Timburi
SP Torre de Pedra
SP Trabiju
SP Três Fronteiras
SP Tuiuti
SP Turmalina
SP União Paulista
SP Uru
SP Vitória Brasil
PR Ângulo
PR Barra do Jacaré
PR Cafezal do Sul
PR Campo Bonito
PR Diamante do Sul
PR Guaporema
PR Ibema
PR Iracema do Oeste
PR Jaboti
PR Japira
PR Lupionópolis
PR Marquinho
PR Mato Rico
PR Mirador
PR Munhoz de Melo
PR Nova América da Colina
PR Paranapoema
PR Perobal
PR Pitangueiras
PR Porto Amazonas
PR Porto Barreiro
PR Quarto Centenário
PR Ramilândia
PR Rancho Alegre D’Oeste
PR Renascença
PR Santa Inês
PR Santa Mônica
PR Santo Antônio do Caiuá
PR São Carlos do Ivaí
PR São Manoel do Paraná
PR São Pedro do Paraná
PR Serranópolis do Iguaçu
PR Uniflor
SC Abdon Batista
SC Águas Frias
SC Balneário Arroio do Silva
SC Bom Jesus do Oeste
SC Chapadão do Lageado
SC Cordilheira Alta
SC Coronel Martins
SC Flor do Sertão
SC Frei Rogério
SC Guatambú
SC Jardinópolis
SC Lacerdópolis
SC Morro Grande
SC Novo Horizonte
SC Ouro
SC Painel
SC Palmeira
SC Planalto Alegre
SC Ponte Alta do Norte
SC Princesa
SC Rio Rufino
SC Sangão
SC Santa Rosa de Lima
SC Serra Alta
SC Tigrinhos
SC Vargem
SC Vidal Ramos
SC Zortéa
RS Alto Alegre
RS Barra do Rio Azul
RS Benjamin Constant do Sul
RS Boa Vista do Incra
RS Bozano
RS Carlos Gomes
RS Centenário
RS Dezesseis de Novembro
RS Eugênio de Castro
RS Gentil
RS Gramado dos Loureiros
RS Ipiranga do Sul
RS Lagoa Bonita do Sul
RS Lajeado do Bugre
RS Linha Nova
RS Muitos Capões
RS Nova Candelária
RS Nova Pádua
RS Novo Xingu
RS Novo Barreiro
RS Pareci Novo
RS Pinhal
RS Pinheirinho do Vale
RS Pinto Bandeira
RS Ponte Preta
RS Porto Vera Cruz
RS Rio dos Índios
RS Sagrada Família
RS Santa Cecília do Sul
RS Santa Tereza
RS Santo Antônio do Palma
RS Santo Antônio do Planalto
RS Santo Expedito do Sul
RS São João da Urtiga
RS São José do Inhacorá
RS São Martinho da Serra
RS São Pedro das Missões
RS São Valério do Sul
RS São Vendelino
RS Sede Nova
RS Sertão Santana
RS Sete de Setembro
RS Severiano de Almeida
RS Tio Hugo
RS Tiradentes do Sul
RS Três Palmeiras
RS Tunas
RS Tupanci do Sul
RS Ubiretama
RS Unistalda
RS Vespasiano Correa
RS Vila Flores
RS Vila Nova do Sul
RS Vista Alegre do Prata
RS Vitória das Missões
MS Vicentina
MT Bom Jesus do Araguaia
MT Curvelândia
MT Glória D’Oeste
MT Santo Afonso
MT Nova Marilândia
TO Almas (transf. p/TO)
TO Alvorada (transf. p/TO)
TO Ananás (transf. p/TO)
GO Anhanguera
TO Araguacema (transf. p/TO)
TO Araguaçu (transf. p/TO)
TO Araguaína (transf. p/TO)
TO Araguatins (transf. p/TO)
TO Arapoema (transf. p/TO)
TO Arraias (transf. p/TO)
TO Augustinópolis (transf. p/TO)
TO Aurora do Norte (transf. p/TO)
TO Axixá de Goiás (transf. p/TO)
TO Babaçulândia (transf. p/TO)
TO Brejinho de Nazaré (transf. p/TO)
GO Buritinópolis
TO Colinas de Goiás (transf. p/TO)
TO Conceição do Norte (transf. p/TO)
GO Córrego do Ouro
TO Couto de Magalhães (transf. p/TO)
TO Cristalândia (transf. p/TO)
GO Davinópolis
TO Dianópolis (transf. p/TO)
TO Dois Irmãos (transf. p/TO)
TO Dueré (transf. p/TO)
TO Fátima (transf. p/TO)
TO Figueirópolis (transf. p/TO)
TO Filadélfia (transf. p/TO)
TO Formoso do Araguaia (transf. p/TO)
GO Divinópolis de Goiás
TO Goiatins (transf. p/TO)
GO Gouvelândia
TO Guaraí (transf. p/TO)
GO Guarani de Goiás
GO Guarinos
TO Gurupi (transf. p/TO)
GO Heitoraí
TO Itacajá (transf. p/TO)
TO Itaguatins (transf. p/TO)
TO Itaporã de Goiás (transf. p/TO)
TO Lizarda (transf. p/TO)
GO Marzagão
TO Miracema do Norte (transf. p/TO)
TO Miranorte (transf. p/TO)
TO Monte do Carmo (transf. p/TO)
TO Natividade (transf. p/TO)
TO Nazaré (transf. p/TO)
GO Nova América
GO Nova Iguaçu de Goiás
TO Nova Olinda (transf. p/TO)
TO Novo Acordo (transf. p/TO)
TO Palmeirópolis (transf. p/TO)
TO Paraíso do Norte de Goiás (transf. p/TO)
TO Paranã (transf. p/TO)
TO Pedro Afonso (transf. p/TO)
TO Peixe (transf. p/TO)
TO Colméia (transf. p/TO)
TO Pindorama de Goiás (transf. p/TO)
TO Pium (transf. p/TO)
TO Ponte Alta do Bom Jesus (transf. p/TO)
TO Ponte Alta do Norte (transf. p/TO)
TO Porto Nacional (transf. p/TO)
TO Presidente Kennedy (transf. p/TO)
TO Rio Sono (transf. p/TO)
GO Santa Rita do Novo Destino
GO São Patrício
TO São Sebastião do Tocantins (transf. p/TO)
TO Silvanópolis (transf. p/TO)
TO Sítio Novo de Goiás (transf. p/TO)
TO Taguatinga (transf. p/TO)
GO Teresina de Goiás
TO Tocantínia (transf. p/TO)
TO Tocantinópolis (transf. p/TO)
GO Três Ranchos
GO Uirapuru
TO Wanderlândia (transf. p/TO)
TO Xambioá (transf. p/TO)