Archive for the ‘Consumidor’ Category

Consumidor aproveita prechinchas no comércio

Paula Takahashi e Marinella Castro para O Estado de Minas

carro-novo
O momento pode ser incerto e o futuro da economia, ainda mais nebuloso, mas de uma coisa o consumidor pode estar certo, o mercado está fazendo o que pode, e, em alguns casos, o que não pode, para manter o aquecimento das compras, seja no comércio, no financiamento habitacional, seja no de carros. Redução em até 50% do valor das mercadorias para quem antecipar as compras, cupons premiados e até a manutenção de parcelamentos estendidos, sem juros, estão valendo para garantir crescimento nas vendas.

“A hora certa de comprar é agora. O dólar subiu 35%, mas a alta não será repassada ao consumidor. As promoções estão mantidas e os prazos também”, anuncia Ricardo Nunes, dono da rede mineira de eletrodomésticos Ricardo Eletro. Ele completa o recado inflamado dizendo que o mesmo não poderá ser mantido para o ano que vem. “Quem pensa que os preços vão cair está enganado. No ano que vem, os reajustes serão inevitáveis”, admite.

As promoções como apelo de vendas vale para todos, independentemente do tamanho do negócio. Marcelo Mazuhy é dono da Villa Kids, loja infantil, localizada nos bairros Buritis e Funcionários. Para não deixar o cliente escapar, a loja lança promoções semanais com produtos diversificados. Esta semana o tênis infantil variando de R$ 37 a R$ 40 pode ser levado por R$ 27,90. “As promoções vão durar até o dia 24”. Na rede de lojas Toulon, especializada no público masculino, quem antecipar as compras pode parcelar a conta por mais vezes e ainda levar alguns itens com até 50% de desconto. Uma estratégia que já começou a funcionar, segundo o gerente Giovani Joaquim da Silva.

tv-nova 

Feliz por realizar o sonho perseguido há um ano e sem preocupações com a crise mundial, a família do auxiliar de produção Elio Rubens da Silva foi ontem comprar a TV Phillips LCD de 32 polegadas. “A TV é o presente de Natal para minha esposa. A criança já ganhou roupas e brinquedos. O dinheiro que sobrou será para a ceia do Natal. Não me preocupo com esta crise porque estou trabalhando”, diz Elio, que dividiu a compra em 12 parcelas fixas de R$ 115. Segundo Ricardo Nunes, as compras acima de 10 parcelas têm taxa de juros média de 3,99% ao mês.

No Magazine Luiza, até o Natal haverá distribuição de cupons que atraem o consumidor com a oferta de prêmios. A loja informa que as linhas de empréstimo pessoal, parcelamento no cartão de crédito e consórcio continuam valendo para quem não pode pagar à vista.

A doméstica Elisete de Fátima comprou ontem o seu presente de Natal, uma TV de 29 polegadas, no valor de R$ 660, que vai pagar em três parcelas. “Ainda vai sobrar R$ 200 para viajar no Natal.” Elisete também não está preocupada com a crise, mas comenta que o risco é a vida ficar mais cara.

Um dos mais afetados pela queda do consumo, o setor automobilístico, além de flexível às negociações e descontos, ainda aumenta o pacote de ofertas de opcionais e cortesias oferecidas ao cliente, tudo para garantir o fechamento do negócio. Mauro Pinto de Moraes, presidente do Sindicato de Concessionários e Distribuidores de Veículos Automotores de Minas Gerais (Sincodiv-MG), explica que as montadoras estão abrindo mão de duas estratégias para chamar a atenção. Uma delas são as taxas de juros subsidiadas. “As taxas estão menores hoje do que estavam em setembro, antes do fortalecimento da crise”, afirma Mauro. Outra medida é a oferta de mais atrativos na mesa de negociações para agradar o cliente. “Tem também as menores entradas no pagamento que chamam a atenção”, ressalta.

Tudo isso sem contar os preços dos veículos, que estão menores do que antes. “Estamos abertos a qualquer negociação. É a chance para fazer um grande negócio”, garante Carlos Alberto Vanselow, diretor de vendas das concessionárias Roma. Oportunidade que a operadora de financiamentos Rita de Cássia não perdeu. “É a primeira vez que compro um carro e ganho tantos benefícios. Para quem está interessado em comprar, este é o momento”, garante Rit,a que comemora os R$ 4 mil de desconto, mais o insulfilm, IPVA e emplacamento que ganhou no momento da compra. “Quando a taxa estava boa, eu nunca teria ganhado tanto desconto e benefícios. No fim das contas, acabei saindo no lucro e ainda fiz um ótimo negócio”, avalia.

Carros de segunda mão, porém, não vivem o seu melhor momento no mercado. “No caso dos usados, a coisa está ainda pior porque eles estão, no mínimo, 20% mais baratos. Para quem compra, é um momento muito propício, mas muitas concessionárias já não aceitam esses veículos na troca porque estão com o pátio cheio”, afirma Mauro.

Fotos: Jorge Gontijo/EM/D.A Press – Paulo Filgueiras/EM/D.A Press

Anúncios

Revista Placar chega congelada aos assinantes

caixa-sol-placar-congelada

Entre hoje (01/12) e amanhã (02/12), um mailing selecionado receberá a edição de dezembro da Revista Placar congelada. A ação é uma iniciativa da cerveja SOL criada pela agência Fischer América.

Para viabilizar a idéia, que integra a nova campanha de verão da marca, foi montada uma operação especial neste último fim de semana. Ao sair da gráfica, as revistas foram embaladas com uma película plástica duplamente reforçada e depois enviadas para um galpão de manuseio, onde foram congeladas em um molde feito sob medida. Em seguida foram acondicionadas em uma caixa de isopor especial, fechada com uma cinta, para finalmente começar o processo de distribuição aos assinantes, em carros frigoríficos.

Ao abrir a embalagem, o leitor verá a revista em um bloco de gelo e um texto com as instruções de como descongelar a revista para leitura

Fonte: Aletp

Rico gasta 10 vezes mais que maioria pobre

A desigualdade ainda é o grande problema nacional. A Pesquisa de Orçamento Familiar do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que 10% de brasileiros mais ricos gastam 10 vezes mais que os 40% mais pobres. O estudo constata que o brasileiro trabalha para pagar as contas. Em média, 74,69% da renda mensal é usada em habitação, alimentação e transporte. Só depois vêm as despesas com saúde (6,49%) e educação (4,08%). A desigualdade em Minas Gerais é menor do que a média brasileira: os mais ricos gastam 8,9 vezes mais que os pobres.

ricos-e-pobres-ibge.jpg

Polícia apreende mais de 1,4 mil celulares em Montes Claros

operacaopmmoc.jpg

Mais de 1,4 mil aparelhos celulares sem procedência foram apreendidos, nesta segunda-feira, em uma operação conjunta realizada pelas polícias Civil e Militar em Montes Claros.

Ao todo, foram recolhidos 1.437 celulares – um roubado -, dois notebooks, oito computadores, 214 placas de celulares, 20 chips, R$220 em dinheiro e uma nota falsa de R$10. Durante esta segunda-feira, foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão em lojas do shopping popular que vende produtos eletrônicos em Montes Claros.

Também foram feitas buscas na casa de Magno Rodrigues Borborema, que vinha sendo investigado pela Polícia Civil por envolvimento com um homem suspeito de ter sido contratado para instalar um programa de computador que muda os códigos de série de aparelhos celulares roubados. Este serviço era realizado no Paraguai e um especialista foi trazido para a cidade com o intuito de facilitar a comercialização dos produtos alterados.

Os computadores apreendidos foram encaminhados para análise da perícia. Os envolvidos serão ouvidos pela polícia e, se condenados, podem pegar de três a oito anos de prisão por crime de receptação.

Veja 1: Escancarada – assim é sua casa

Reportagem de Sandra Brasil:
Para muitos pais e mães que passaram a infância na pré-história eletrônica, ver o filho de 6 anos manusear mouse e teclado com a desenvoltura de quem nasceu para isso – e nasceu mesmo – é de encher o coração de orgulho. Um pequeno empurrão, que nem precisa vir de casa (um colega esperto ou um primo um pouco mais velho fazem o mesmo efeito), e em dois tempos o pequeno gênio domina o vocabulário da rede, baixa música e vídeo, descobre sites, joga on-line, troca mensagens com os amigos. É bom que assim seja? É espetacular. O acesso ao conhecimento e ao infinito mundo de conexões propiciado pela internet é talvez o mais transformador fenômeno do mundo contemporâneo. Nunca é demais exaltar as maravilhas que essa janela virtual para o mundo propicia. Nesta reportagem, porém, vamos falar do lado escuro da força da rede, realidade que nenhum adulto responsável por uma criança conectada pode se permitir ignorar. A internet é um espaço aberto e ingovernável, no qual circula todo tipo de boas e más intenções. Nele, qualquer ser humano que saiba ler está sujeito a encontrar o que quer, o que não quer e o que nem sabe que não quer. Se adultos escorregam na rede, risco muito maior correm as crianças, inexperientes e influenciáveis – situação que demanda dos pais supervisão constante e preocupação permanente, visto que controle total e absoluto eles nunca vão ter. “A gente cresceu ouvindo os pais dizer para não abrir a porta para estranhos, não aceitar carona de desconhecidos, não falar com qualquer um na rua. Pois na internet a criança abre a porta para o mundo. Muitos pais ainda acham que ela está segura dentro do quarto, brincando no computador”, espanta-se a gerente da área de segurança da Microsoft no Brasil, Marinês Gomes. Assinante lê mais aqui

Cerveja no metrô

baltica21.jpg

A cerveja Báltica encontrou uma forma de se infiltrar nos vagões do metrô de Santiago. Na região destinada às mãos dos passageiros, onde eles se apóiam, diversas garrafas de Báltica aparecem até facilitando para que as pessoas se agarrem com mais segurança.

baltica4.jpg

Na Índia uma idéia parecida foi usada, e curiosamente para outra marca de cerveja, a Kingfischer. Dessa vez, porém, a reprodução de um copo cheio adornou portas de restaurantes em Mumbai, rodeando a maçaneta.

Best Buy: práticas desleais de comércio

best_buy_tn.jpg

 Uma série de investigações sobre práticas desleais acabou descobrindo que a BestBuy, uma grande cadeia de lojas de eletrônicos e eletrodomésticos nos EUA estava agindo de uma forma bem canalha, no nível de dar razão ao Michael Moore.

O que faziam: O Sujeito via um produto em casa. Corria pra loja. Lá o vendedor mostrava outro preço. Pra provar, abria um website da empresa falso, rodando na Intranet deles. Convencido de que perdera a promoção, o cliente ia no papo do vendedor e levava o produto pelo preço mais caro.

Retirado do MeioBit

Justiça investiga réveillon em Fortaleza

luiziane.gif

O Ministério Público Federal do Ceará vai investigar a legalidade da concessão de patrocínios do Banco do Brasil, Banco do Nordeste, CEF e Ministério do Turismo no réveillon de 2007 na capital cearense, como antecipou a coluna. O MP também quer saber como foram aplicadas as verbas no evento, promovido pela prefeita Luizianne Lins (foto). Este site informou, dia 27, que Luizianne vai alegar que o BB pagou R$1,2 milhão em troca da manutenção das contas da prefeitura. O sanfoneiro Dominguinhos nega ter recebido mais de R$320 mil. O cachê da cantora Elba Ramalho teria sido de R$490 mil, sem licitação. O Tribunal de Contas da União vai apurar, assim como a Câmara municipal examina possível CPI. O procurador-geral do munícípio, Martônio Montalverne, nega irregularidades.

Ministério do Carnaval

O Ministério da Cultura deu “apoio” de quase R$ 4 milhões para a campeã do desfile das escolas de samba no Rio de Janeiro, a Beija-Flor. O valor só foi publicado no Diário Oficial na quarta-feira de cinzas, dia 21.

Retirado do blog do Cláudio Humberto

Perseguição aos comunistas continua implacável

20freire.jpg

No tempo da ditadura, os militares enxergavam comunistas em toda parte. Viam comunistas infiltrados nas redações de jornal, nos bancos das universidades, no Itamaraty, na Igreja… Até no partido comunista o regime de farda achava que havia comunistas. Depois da redemocratização, a perseguição aos comunistas acentuou-se.

Hoje, os comunistas já não podem se infiltrar nem nos camarotes dos bacanas, no Sambódromo. A julgar pelo que saiu na coluna de Mônica Bergamo (assinantes da Folha), a repressão continua implacável. Aperfeiçoaram-se os métodos de tortura. Agora, veja você, os comunistas são enfiados no interior de camisetas vermelhas. Leia:

“Que Cicarelli, que nada. É o ex-senador Roberto Freire (PPS-PE) quem rouba a cena no segundo dia de camarote da Brahma, no sambódromo carioca. Copo de chope à mão, ele se recusa a usar a camiseta vermelha da marca, exigida para entrar no espaço -até Schwarzenegger já foi barrado por não usar a blusa. “Político filho da p…! Político filho da p…!”, grita um empresário gaúcho. Freire, camisa azul desabotoada e encharcada de suor, não responde. O homem continua: “Comunista tem que ficar igual a todo mundo!”. O clima esquenta: o rapper Falcão leva o empresário para um lado; a mulher de Freire, Marisa, puxa o marido para o outro. Mas, no meio do caminho, tinha uma poça. Freire escorrega e cai de bunda no chão.

“Tive um azar tremendo. Caí sozinho”, diz ele, rindo . “E tudo por causa dessa camiseta [da Brahma] que eu não quis usar. O rapaz ficou nervoso, me xingou de “comunista” e aí a coisa começou a engrossar.” E continua: “Eu não ia usar duas camisas com esse calor que está lá fora. Além do mais, eu não sou garoto-propaganda de nenhuma marca”. Mas aceitou ir ao camarote da Brahma… “Ah, ninguém me disse que eu era obrigado a usar a camiseta. Eu visto a camisa que eu quiser.” Minutos depois, ele desaparece do camarote.”

Retirado do Blog do Josias de Souza

Cantora morre após ser derrubada de trio elétrico no Pará

A vocalista de uma banda que se apresentava em um trio elétrico no município de Barcarena, a 35 km de Belém, foi atingida por fiação de telefonia e derrubada do veículo em movimento na noite desse sábado. Com a queda, Cinthia de Cássia Silva do Rosário, 28 anos, do grupo Doce Desejo, teve traumatismo craniano e foi encaminhada ao Hospital Metropolitano da capital paraense, onde faleceu à 1h05 de hoje.

Em Barcarena, é necessário levantar os fios de telefone e eletricidade para dar passagem aos trios elétricos no carnaval. Os dois rapazes responsáveis por fazer esse trabalho não conseguiram levantar os fios a tempo durante a passagem do trio elétrico com a banda de Cinthia, por volta das 23h. Além dela, outras pessoas foram atingidas pelos fios, mas não apresentaram ferimentos graves.

Para evitar novos acidentes, os demais shows em trios elétricos programados para a noite de sábado foram transferidos para outros locais, onde os veículos ficarão parados.

Fonte: Agência Estado