Archive for the ‘Clodovil’ Category

Chávez ameaça estatizar escolas privatizadas que não ensinarem o “socialismo do século 21”

hugo-chavez.jpg

Por Fabiano Maisonnave, na Folha:
No dia em que a Venezuela voltou às aulas, o presidente Hugo Chávez apareceu em duas cadeias obrigatórias de rádio e televisão, nas quais ameaçou com fechamento as escolas privadas do país que não respeitarem “o sistema educacional bolivariano”. “Não podemos aceitar que o setor privado faça o que lhe der vontade. Eles acham que, por serem privados, podem se negar a uma inspeção. Eles devem se subordinar ao sistema educacional nacional e bolivariano. Quem não quiser terá de fechar a escola”, disse Chávez, ontem pela manhã, na primeira transmissão. “Intervém-se, nacionaliza-se e se assume a responsabilidade por essas crianças”, completou.
(…)
O governo anunciou na semana passada que pretende implantar a “educação bolivariana” nos próximos anos, mas o projeto ainda não estaria pronto. Uma versão preliminar do currículo revelada na semana passada inclui como tema obrigatório, por exemplo, o estudo do chamado socialismo do século 21. “Havia aqui textos que se regiam por programas oficiais, que tinham uma educação ideologizada, eurocêntrica. Foi por meio dela que nos ensinaram a admirar Cristóvão Colombo e o Super-Homem”, disse Chávez, que prometeu implantar o “sistema bolivariano” em todo o país até abril de 2010.As declarações de Chávez foram duramente criticadas pela Câmara de Educação Privada, que reúne 257 escolas, com cerca de 100 mil alunos. “Não vamos, por pressão do governo, eliminar nossas propostas livres e assumir a que o governo até agora não nos apresentou”, disse à Folha o presidente da entidade, Octavio de Lamo.”Se a educação bolivariana fosse tão boa, não teríamos todos os filhos de funcionários públicos em colégios privados. Por que o presidente Chávez não tenta convencer seus mais fervorosos seguidores a inscrever seus filhos nas escolas oficiais de educação?”, questionou De Lamo, em referência a uma prática bastante conhecida no país.

Anúncios

Veja 3: Chávez, o eterno

chavez.jpgReportagem de Diogo Schelp:
Outro dia, outro passo de Hugo Chávez em seu projeto de se converter na versão século XXI do manjado ditador latino-americano. Na semana passada, o presidente venezuelano já tinha quase pronta a nova proposta de reforma constitucional a ser votada ainda neste ano pelo Congresso venezuelano. A principal novidade será a concessão do direito de se reeleger quantas vezes quiser e puder. O privilégio só vale para o presidente, pois seria mantido o veto à reeleição de governadores e prefeitos. A aprovação das mudanças na Constituição é dada como certa, já que todos os deputados venezuelanos são chavistas – a estranha unanimidade na Assembléia Nacional deve-se ao fato de a oposição ter boicotado as eleições parlamentares de 2005, reclamando de fraude. No poder há oito anos, o presidente venezuelano busca agora se tornar governante vitalício, a exemplo de seu mentor Fidel Castro.
(…)
Hugo Chávez sempre teve o cuidado de legitimar sua permanência no governo com a convocação de eleições e plebiscitos. Não é uma estratégia original. Na verdade, trata-se de um procedimento quase padrão nos países atormentados por presidentes vitalícios. Não é sem razão que Alexander Lukashenko, melancolicamente conhecido como o “último ditador da Europa”, perfila agora entre os “muy amigos” de Chávez. Proibido de entrar em qualquer um dos países da União Européia, Lukashenko acaba de assinar com a Venezuela a venda de 1 bilhão de dólares em armamento moderno. Um levantamento feito pela cientista política Jennifer Gandhi, da Universidade Emory, nos Estados Unidos, mostra que os ditadores que mantêm fachadas institucionais são aqueles que por mais tempo conseguem ficar no poder. Perpetuar-se no cargo tornou-se também a ambição do presidente boliviano Evo Morales, uma cria de Chávez. Há duas semanas, deputados do partido de Morales propuseram incluir na nova Constituição o direito à reeleição sem limite na Bolívia. Chávez é o mau exemplo. Assinante lê mais aqui

Foto: AFP

Clodovil agride comissário da Gol e pede jatinho para voar

clodovil.jpg

O deputado Clodovil Hernandes (PTC-SP) escapou de ser linchado pelos passageiros do vôo Gol 1847 que deveria ter decolado de Brasília às 15:30h com destino ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Inconformado com a inexistência do assento que lhe havia sido destinado conforme o bilhete de embarque, Clodovil gritou com a tripulação do avião, recusou outros assentos que lhe foram oferecidos e por fim agrediu o comissário Gustavo. Foi quando um grupo de passageiros partiu para cima dele. Resgatado por alguns dos tripulantes Clodovil desembarcou e está desde então no posto da Polícia Federal no aeroporto de Brasília. A Gol tentou embarcá-lo em outros vôos ou em vôos da TAM. Ele se recusou. Exige que a Gol lhe providencie um jatinho.

A confusão montada por Clodovil atrasou em 40 minutos a decolagem do vôo 1847.

Yoko Ono come cachorro para protestar contra caça à raposa

mcgowaneatcorgi.jpgcorgi.jpg

A viúva de John Lennon, Yoko Ono, e o artista britânico Mark McGowan comeram nesta terça-feira um cão da raça corgi, a favorita da rainha Elizabeth II, para protestar contra a caça à raposa.

McGowan, que já tinha comido um cisne durante uma performance, “jantou” o cão ao lado de Yoko Ono durante um programa de rádio em Londres.

“Sei que algumas pessoas acharão isto ofensivo e de mau gosto, mas faço para destacar a incapacidade da Sociedade Real para a Prevenção da Crueldade contra os Animais (RSPCA) de processar o príncipe Philippe, marido da rainha, que com seus amigos disparou contra uma raposa e deixou que ela lutasse por sua vida durante cinco minutos, para matá-la a pauladas em seguida”, disse McGowan.

A RSPCA é a responsável por levantar provas e acionar o ministério público britânico nos casos de crueldade contra os animais.

O organismo afirma que “não há evidência” sobre a morte cruel da raposa: “Um exame independente determinou que a raposa morreu por disparos, sem a presença de outras lesões ou traumatismos”.

Segundo McGowan, o cachorro comido morreu em um canil e tem um gosto “realmente ruim”.

Yoko Ono também achou “um pouco estranho” o pedaço que comeu do animal, disse McGowan.

A rainha Elizabeth II já teve mais de 30 corgis desde o início de seu reinado, em 1952, e atualmente possui Pharos, Swift, Emma e Linnet.

Homem sofre coice e morre ao tentar namorar jumenta

O desempregado Cícero Balbino da Nóbrega, 20, conhecido por “Deca Batalhão”, que residia na cidade de Patos (PB) morreu na manhã desta segunda-feira ao receber o coice de uma jumenta com a qual tentava fazer sexo.

O coice do animal atingiu Cícero nos testículos e ele teve morte quase que imediata. Conforme a polícia local, o fato aconteceu por trás da Igreja Santo Expedito, no bairro Dona Melindra. O corpo do desempregado foi encontrado por populares.

Ele estava sem camisa e com as calças abaixadas até o joelho, enquanto a jumenta estava amarrada ao seu lado. A polícia foi acionada e ouviu algumas testemunhas. Elas disseram que Cícero era acostumado a fazer sexo com o animal, cujo nome é “mimosa”.

A polícia acredita que o animal foi amarrado durante a madrugada, mas no momento do sexo desferiu o coice fatal no desempregado.

Retirado do Paraíba Online

PS: O título poderia ser: Jumenta mata seu marido “Jumento”. Sim, pois só um animal mesmo para fazer uma aberração destas. Desculpem-me pelo post, mas é preciso divulgar estas aberrações.

Clodovil faz deputada chorar. Em resposta, deputada encaminha representação verbal

cidaxclodovil.jpg

A deputada Cida Diogo (PT-RJ) encaminhou hoje (9) à Mesa da Câmara dos Deputados uma representação verbal contra o deputado Clodovil Hernandez (PTC-SP). A parlamentar subiu à tribuna da Casa aos prantos e, segundo o presidente da sessão, deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), ela afirmou que Clodovil a havia agredido verbalmente no Plenário, usando palavras de baixo calão.

Oliveira suspendeu a sessão por alguns minutos e anunciou que “a presidência acatava a representação verbal, pois não aceitava agressão de qualquer natureza”. Clodovil, por sua vez, negou as acusações da deputada. E disse que “jamais” agrediria uma mulher.

A celeuma refere-se a uma declaração de Clodovil do mês passdo, quando ele afirmou que “as mulheres hoje em dia trabalham deitadas e descansam em pé”.

De acordo com a deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Clodovil teria dito hoje a Cida Diogo que se referiu a mulheres “bonitas”, mas que “ela é tão feia que não serve nem para ser prostituta”. O estilista rebateu mais uma vez. “Eu não disse isso isso. Ela é que se acha feia”.

Em protesto, deputadas ficaram de mãos dadas na tribuna, em solidariedade a Cida Diogo, que, por causa da confusão, teve que ir ao ao posto médico da Casa.

PS: Em outra matéria o marido da deputada diz que ela é linda. Ai também não. Menos gente, menos.

Charge do dia

jeanaquecimentodois.gif

“Sou o ministro Walfrido dos Mares Guia”

walfrido.jpg

Responsável por fazer a ponte ente o governo e o Congresso, o ministro Walfrido dos Mares (Relações Institucionais) testou hoje a popularidade na Câmara e foi reprovado. Ao avistar o deputado Clodovil Hernandez (PTC-SP), o ministro interrompeu uma entrevista para cumprimentá-lo e foi surpreendido por Clodovil que perguntou quem ele era.

“Sou o ministro Walfrido dos Mares Guia”, respondeu o ministro constrangido.

Nos próximos dias, Walfrido pretende se aproximar mais dos deputados. Ele informou que pretende despachar no Congresso pelo menos uma vez por semana para atender aos deputados porque tem uma demanda grande de pedidos de audiências, “muitas vezes 40, 50 deputados pedem para falar comigo” numa mesma semana. “Se for atender no Planalto demora muito”, disse.

O ministro afirmou que já adotava a prática quando respondia pela pasta do Turismo e que não considera isso interferência nos trabalhos do Congresso. “Fiz isso durante quatro anos”, afirmou.

A diferença é que agora ele tem a atribuição de fazer a partilha dos cargos no segundo escalão e de levar para o governo a demanda dos deputados por liberações de emendas do Orçamento.

A conta d’água

O casal vivia recebendo contas de água enormes. Eles tinham certeza de que as contas não estavam certas, mas não adiantava economizar, as contas continuavam altas.

Eles checaram todos os possíveis locais de vazamentos: primeiro o relógio da água, então os canos externos, os canos internos, subterrâneos, torneiras, banheiros, máquina de lavar roupas, louças, geladeira, etc.

Não encontravam nenhum defeito. Um dia o marido estava doente e ficou em casa na cama, mas começou ouvir estranhos barulhos de água. Ele se levantou da cama e foi investigar, intrigado. Descobriu o que estava acontecendo o dia todo quando não tinha ninguém em casa. Como ninguém iria acreditar no que ele viu, resolveu filmar o “problema” e guardar para a posteridade.

Vi no ViuIsso?

Clodovil: mulheres estão vulgares e siliconadas

clodovil.jpg

O deputado Clodovil Hernandes (PTC-SP) afirmou na noite dessa quinta-feira que as mulheres se tornaram “vulgares” e siliconadas. Ele deu a declaração momentos antes de se encontrar com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que ele entrevistará para seu programa na TV JB.Ao comentar porque não estava mais costurando vestidos para mulheres, Clodovil resolveu atacar o sexo feminino. “As mulheres ficaram muito ordinárias, ficaram vulgares, cheias de silicone e hoje em dia uma mulher trabalha deitada e descansa em pé e a gente não pode concordar com esse tipo de coisa”, atacou.

Fonte: Terra

Um desequilibrado ou apenas aparecido

Knut, o filhote de urso polar que atraiu a atenção do mundo inteiro por ser rejeitado pela mãe ao nascer, recebeu ameaças de morte em um fax enviado ao Zoológico de Berlim, confirmou a polícia nesta quinta-feira.

Segundo o jornal Bild, o fax enviado foi escrito a mão e o autor da ameaça afirma que pretende matar o ursinho ainda nesta quinta-feira.

A direção do zoológico resolveu intensificar a segurança na área em que Knut se apresenta ao público diariamente desde 23 de março.

Fonte: Cosmo

PS: As pessoas estão indo longe demais na busca dos 15 minutos de fama.