Archive for the ‘China’ Category

Será que este hospital do capeta tem franquias?

Por Raul Juste Lores, na Folha

Manifestantes e ativistas políticos chineses têm sido internados em um hospital psiquiátrico na cidade de Xintai, na Província de Shandong, numa política de calar a dissidência.

Uma reportagem do jornal estatal “The Beijing News” revela que o departamento de segurança pública de Xintai tem internado ativistas que protestam pelos mais variados temas – de moradores que foram desalojados para dar espaço a projetos imobiliários a gente que protesta pela corrupção local.

Alguns entrevistados dizem que ficaram internados por dois anos, outros que foram medicados à força – e só liberados após concordar em deixar seus pleitos de lado.
Um camponês de 57 anos, Sun Fawu, disse que foi internado quando tentava ir a Pequim atrás de indenização para sua terra desapropriada por uma mina de carvão. Antes de apresentar reclamação ao governo central, Sun foi detido em outubro por vinte dias.

Lá ele foi amarrado a uma cama, levou injeções e tomou pílulas que o deixaram zonzo.
Ao reclamar para o médico que o medicava, que não tinha doenças mentais, ouviu: “Não ligo se está doente ou não, o governo local o mandou para cá, tratarei como doente mental”.
O diretor do hospital, Wu Yuzhu, admitiu que alguns de seus 18 pacientes foram levados pela polícia nos últimos anos sem ter problema psíquico, mas precisou interná-los. “O hospital também tinha dúvidas”.

Autoridades de Xintai alegaram economia de dinheiro com a tática (não precisam mandar homens a Pequim atrás dos manifestantes) e evitam “constrangimento” ao governo local.

Anúncios

Veja 2 – Para nunca mais perguntar quem matou JFK

Resenha do livro Reclaiming History (algo como “História Resgatada”), do promotor americano Vincent Bugliosi.

“Ah… o assassino pode também ter sido Larry Crafard. Larry quem? Ora bolas, o vigia noturno do Carousel Club, a boate cujo dono era Jack Ruby, o homem que matou Lee Oswald. Crafard é o candidato a assassino preferido do maior de todos os autores de teorias conspiratórias, o promotor Jim Garrison, de Nova Orleans, vivido no cinema pelo astro Kevin Costner em JFK, filme de Oliver Stone, exibido no Brasil em 1991. Qual a evidência contra Larry Crafard? Depois do assassinato de Kennedy, o desempregado Crafard voltou de carona para sua cidade natal, no estado de Michigan. Só isso? Só. Mas é desse material que são construídas as teorias conspiratórias. A escassez de lógica, paradoxalmente, as torna bem mais difíceis de ser dinamitadas por provas reais.

Além de fluidas, incorpóreas, transmissíveis como o vírus da gripe no vagão do metrô, as teorias sobre a morte de JFK têm um grande aliado, a natural, e em muitos casos amplamente justificada, incredulidade das pessoas diante de versões oficiais. Sete de cada dez americanos recusam a idéia de que Lee Oswald agiu sozinho no dia 22 de novembro de 1963, em Dallas. Cinco em dez preferem acreditar que Deus criou todos os seres vivos como descrito no livro bíblico Gênesis a aceitar a teoria da evolução de Charles Darwin. Quatro em dez acham que o homem nunca foi à Lua e que a Nasa inventou tudo. O número de americanos que acreditam em anjos é maior que o daqueles que acreditam em antibióticos.

Mas, como Vincent Bugliosi mostra, não se pode colocar todo o peso da propagação das mentiras no caso JFK sobre os ombros das pessoas que acreditam nelas. O livro de Bugliosi tem o pomposo título de Reclaiming History, que pode ser traduzido para História Resgatada. Ele foi escrito não apenas para convencer o leitor de que Lee Oswald agiu sozinho mas para provar que as teorias conspiratórias não passam de idiotices produzidas por pessoas movidas pelas mais diversas razões. Essa é uma abordagem bem mais proativa do que, por exemplo, a adotada por outro formidável livro, Case Closed (Caso Encerrado), de Gerald Posner, que se limita a demonstrar que o tiro que matou Kennedy foi dado por Lee Oswald. Bugliosi faz um livro de combate. Ele assume o tom usado pelos promotores nos tribunais do júri. Quer e consegue incriminar Lee Oswald, que, pelas páginas de “História Resgatada”, finalmente enfrenta a justiça dos homens – uma vez que Jack Ruby o colocou diante do tribunal divino dois dias depois do crime. Bugliosi consegue também, e o faz com um prazer indisfarçável, destruir as teorias conspiratórias que proliferaram depois da morte de Kennedy.” Assinante lê mais aqui

Sai, satanás!

A bispa Sônia Hernandes e o apóstolo Estevam Hernandes, fundadores da Igreja Renascer em Cristo, deverão pagar uma multa por entrarem nos Estados Unidos com dinheiro não-declarado. A penalidade está prevista no acordo assinado nesta sexta-feira entre os advogados que defendem o casal e os promotores norte-americanos durante audiência realizada hoje no tribunal federal de Miami.

Os termos do acordo foram divulgados na tarde de hoje pela assessoria da igreja. Além da multa, o casal Hernandes deverá passar por um período chamado “probation”, provavelmente de um ano, no qual se compromete a não violar qualquer lei.

O acordo assinado hoje foi apresentado ao juiz Frederico Moreno, que marcou a sentença para o dia 17 de agosto. Até lá, enquanto o juiz analisa os termos do acordo e os documentos apresentados, Sônia e Estevam continuarão cumprindo prisão domiciliar em Miami.

Segundo a assessoria da Renascer, o acordo não prevê pena de prisão a Sônia e Estevam, mas evitará que eles sejam levados a júri popular, pois assumiram a culpa.
No início de janeiro, Sônia e Estevam foram presos pela polícia americana acusados de entrarem nos Estados Unidos com dinheiro não-declarado. Segundo a polícia, eles estavam com US$ 56 mil (em espécie), mas declararam à alfândega que não possuíam mais do que US$ 10 mil.

A multa prevista no acordo pode ser no valor total ou parcial da quantia que eles entraram nos Estados Unidos. Segundo a assessoria da Renascer, o casal prefere não se manifestar sobre o caso e aguardará o pronunciamento do juiz “com serenidade e a confiança de sempre em seus atos”.

Homem em cadeira de rodas fica preso a caminhão a 80 km/h

Um usuário de cadeira de rodas ganhou uma carona indesejada em alta velocidade pelas estradas do Estado americano de Michigan depois que sua cadeira ficou presa à grade dianteira de um caminhão. Segundo a polícia da cidade de Paw Paw, o homem de 21 anos, que não teve seu nome divulgado, passava em frente a um caminhão que deixava um posto de gasolina quando a parte traseira de sua cadeira ficou presa à frente do veículo. Sem saber que tinha um novo passageiro, o motorista do caminhão seguiu viagem, chegando a uma velocidade de 80 km por hora. Motoristas que viram a cena avisaram a polícia.

Vários quilômetros adiante, o motorista estacionou o caminhão em um depósito, e só então ficou sabendo que tinha carregado o homem durante todo o percurso.

De acordo com a polícia, o motorista só se convenceu de que tinha um homem em uma cadeira de rodas preso ao seu caminhão quando viu o “passageiro” com seus próprios olhos.

O homem ficou o tempo todo preso à cadeira de rodas por um cinto de segurança e não sofreu ferimentos.

Conforme a polícia, ele disse que foi “uma viagem e tanto”, e só reclamou que, durante o “passeio”, acabou derrubando o refrigerante que tinha nas mãos.

Vi no site da BBC (português) e no SouthBendTribune.com (inglês)

PS: A notícia acima me parece completamente inverossímil. Mas foi destaque na BBC e no jornal regional (Michigan) SouthBendTribune. Se fosse em Montes Claros/MG, a terra dos buracos, o sortudo teria morrido nos primeiros 100 metros. A cadeira teria entrado num buraco e virado na frente do caminhão.

Em nome de Deus

A passeata contra maus tratos e violência em desfavor de crianças e adolescentes realizada pela Secretaria Municipal de Políticas Sociais ontem na praça da Catedral foi um fiasco. Um triste fiasco, pois não teve apoio da prefeitura. Não tinha um banner ou faixa sequer. Poderia ter sido realizada juntamente com a da “Luta Antimanicomial”. Estranhamente não foi. A notícia abaixo vai para aqueles que consideram não ser necessárias ações deste tipo para proteger crianças e adolescentes vítimas de maus tratos:

joshuamauldin.jpgA polícia do Texas, Estados Unidos, prendeu Joshua Mauldin depois que ele confessou ter colocado sua filha de dois meses no microondas. O bebê sofreu queimaduras de 3º grau. O pai, de 19 anos, disse que seguia “ordens de Deus”. Mauldin estava num hotel com sua mulher, o bebê e a sogra (no momento, a mãe e a avó do bebê tinham saído para jantar). Depois de colocar a filha no microondas, o pai chamou a polícia e afirmou ter derramado uma chaleira com água quente acidentalmente na filha. Policiais desconfiaram dos ferimentos da criança e pressionaram Mauldin que confessou. O bebê ficou entre 10 e 20 segundos no microondas ligado. Se condenado, o pai pode pegar até 99 anos de prisão.

Vi a notícia do bebê no montesclaros.com

Mc Lanche Marijuana

mclanchefeliz.jpg

O casal Keith e Andrea Irelan comprou um Mc Lanche Feliz para seu filho de 08 anos numa loja McDonald’s em Chicago, Estados Unidos. De brinde, além dos famosos bonecos, um pouco de maconha. Isto mesmo, maconha. Segundo apurou a polícia um funcionário de 17 anos acabou esquecendo sua droga na caixa do lanche. O jovem foi preso por posse de entorpecente. A família com certeza ganhará alguns milhares de dólares em ação judicial.

Retirado do 10news.com (Inglês)

PS: Vai virar lenda urbana nos Estados Unidos, aguardem.

Quebra de patente ameaça investimentos, dizem americanos

A Câmara de Comércio dos Estados Unidos divulgou uma nota nesta sexta-feira em que critica a decisão do governo brasileiro de quebrar a patente do remédio Efavirenz, anti-retroviral utilizado no tratamento contra a Aids, e diz que a medida pode desestimular novos investimentos no país.

“Poucos dias depois de o Brasil ser reconhecido por melhorar a aplicação dos direitos de propriedade intelectual, o governo deu um grande passo para trás”, afirma, na nota, Daniel Christman, vice-presidente sênior para Assuntos Internacionais da Câmara.

A Câmara de Comércio americana, que representa mais de 3 milhões de empresas nos Estados Unidos, diz que a decisão brasileira pode afastar os investimentos estrangeiros no país.

“A questão é: o Brasil está trabalhando para atrair investimento em indústrias inovadoras, que dependem de propriedade intelectual, e esta decisão vai provavelmente fazer com que os investimentos vão para outro lugar”, acrescenta a nota.

“Encerrar as negociações com a Merck e tomar sua propriedade intelectual envia um sinal perigoso para os investidores”, diz o texto.

“Os pesquisadores da Merck investiram centenas de milhões de dólares para desenvolver este remédio. Claramente, ainda havia espaço para negociar uma solução aceitável para os dois lados”, afirma.

Vi no site do BBC Brasil

Pais condenados a prisão perpétua pela morte do filho de 06 semanas

jadesanders.jpglamontthomas.jpg

O Superior Tribunal de Justiça do Estado de Georgia condenou ontem à prisão perpetua os pais de um bebê de apenas 06 semanas que morreu por desnutrição aguda. Seguidores da cultura Vegan, onde não se come nenhum alimento de origem animal, Jade Sanders (27 anos) e Lamont Thomas(31 anos) alimentaram o bebê apenas com leite de soja e suco de maçã. O leite materno para eles se incluiria na relação de alimentos proibidos.

Para os promotores do caso os pais são “assassinos cruéis” e mereciam realmente a pena de morte. Segundo médicos peritos que atuaram no julgamento caso o bebê fosse alimentado com o leite materno estaria vivo.

Segundo os pais da criança eles pensaram que o suco de maçã e o leite de soja eram uma alternativa razoável para a alimentação.

Após o veredicto do júri que considerou o caso como assassinato e crueldade infantil, o pai, Lamont Thomas, disse emocionado que nunca quis o mal para seu filho.

Vi a notícia no The Atlanta Journal-Constitution(Inglês).

PS: Mais um anjinho que inocentemente se foi. A estupidez humana não tem tamanho. Deixo apenas uma pergunta: Onde estavam os avós e tios dessa criança???

Justiça dos EUA ameniza crime em processo contra Sobel

sobel.jpg

Patrícia Araújo do G1, em São Paulo, com informações da TV Globo em Nova York:
A Justiça dos Estados Unidos decidiu reclassificar o caso do Rabino Henry Sobel, que foi preso no dia 23 de março nos Estados Unidos, acusado de furtar cinco gravatas de marcas luxuosas.

A promotoria do estado norte-americano da Flórida informou que ele responde agora a apenas três acusações de pequenos furtos e transferiu o processo do tribunal estadual para o tribunal do condado de Palm Beach. Segundo a promotoria estadual da Flórida, no último dia 16, as acusações de furto foram reclassificadas pela promotora assistente Jill Richstone.

Com a diminuição nos agravantes da acusação, caso seja condenado, Sobel não corre mais o risco de ir para a cadeia. Como pequenos furtos são considerados delitos leves nos EUA, a pena prevista para esse tipo de delito é a prestação de serviços comunitários.

Ainda não há data marcada para a primeira audiência de Sobel no Tribunal do Condado de Palm Beach.

Imprensa do Brasil e dos EUA trocam chumbo

malucoeuanbc_ap.jpg

A violência é uma extraordinária professora de geografia. Ignorante geográfico, o norte-americano médio nunca soube tanto sobre o Rio de Janeiro quanto agora. Graças ao tiroteio ocorrido na “Cidade Maravilhosa” há dois dias, ao custo de 19 cadáveres, os EUA ficaram sabendo que há, sob os braços abertos do Cristo Redentor, um pedaço de inferno chamado Morro da Mineira. O morticínio carioca foi vivamente destacado pela imprensa norte-americana.

Também o brasileiro tem sido brindado com notáveis lições sobre localidades encravadas no mapa dos EUA. Deve-se, por exemplo, a dois malucos chamados Eric Harris e Dylan Klebold, responsáveis pelo massacre de Columbine, as lições acerca de West Denver, no Colorado. Agora, um outro lunático, Cho Seung-Hui (foto acima), que acaba de alvejar de morte 30 inocentes, faz-nos voltar os olhares para a Virginia.

Tempos curiosos os atuais. Vive-se a era da geografia da violência.

Retirado do Blog do Josias

Crescimento chinês de 11,1% assusta

shanghai.jpg

De O Estado de S.Paulo, hoje:
“Dois importantes indicadores divulgados ontem pela China mexeram com os mercados no mundo todo. Um deles foi o Produto Interno Bruto (PIB) relativo ao primeiro trimestre, que se expandiu 11,1% em relação a igual período do ano passado. Outro foi o Índice de Preços ao Consumidor, que registrou alta de 3,3% nos 12 meses encerrados em março. A meta do governo é de 3%. Os números deixaram claro para os analistas que o gigante asiático terá de desacelerar o ritmo de crescimento econômico. E fará isso por meio de novos apertos na política monetária.” Leia mais aqui