Nenê Constantino é indiciado por homicídio no Distrito Federal

nene_constantinoDo UOL Notícias

O empresário e sócio-fundador da companhia Gol Linhas Aéreas, Nenê Constantino, 77, foi indiciado por homicídio, segundo informou na tarde desta quarta-feira a Polícia Civil do Distrito Federal. Ele é acusado de matar Márcio Leonardo de Sousa Brito, 27, em dezembro de 2001, na cidade-satélite de Taguatinga, a 25 km de Brasília.

Em nota, a delegada do caso, Mabel Farias, afirma que a motivação do crime foi a disputa por um terreno de uma garagem do empresário. Cerca de 100 pessoas ocupavam o local e Brito era representante das famílias.

O rapaz foi morto com três tiros em um barraco de Taguatinga. Na época, a polícia suspeitou de um motorista que trabalhava em um terminal rodoviário de Ceilândia, cidade vizinha a Taguatinga, contra quem o rapaz havia registrado um boletim de ocorrência por ameaça.

Também foram indiciados João Alcides Miranda, 61, e Vanderlei Batista Silva, 67 – este último vereador da cidade de Amaralina (GO). Segundo a polícia, Miranda e Silva intermediaram a contratação dos executores do crime. Todos responderão por homicídio qualificado.

Outro lado
Por meio de nota, os advogados de Constantino afirmam que o cliente “repele, de forma veemente, a injusta e inverídica acusação”. Os advogados afirmam que o inquérito policial não continha, como não contém, qualquer indício que possa sustentar a “absurda conclusão”.

Anúncios

1 comment so far

  1. Boteilho Pinto on

    Dinheiro é foda eim..


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: