Archive for 17 de agosto de 2007|Daily archive page

Charge do dia

auto_alecrim.jpg

Anúncios

Sangue novo no PTB local

pcjunior1.jpgO PTB elegeu recentemente o seu presidente em Montes Claros, o jovem jornalista Paulo César Júnior. O ex-presidente da sigla em MOC, Fernando Macedo, até que tentou valorizar o novo presidente postando notas nos jornais locais informando de que havia intensa disputa ao cargo por nomes conhecidos como Marina Queiroz, Paulo Ribeiro e Marlene Tavares. Só os bobos acreditaram. Não houve sequer disputas.

A indicação pode ser analisada como uma tentativa de reerguer a sigla na cidade através de sangue jovem, idealista. Pode, ainda, ser uma indicação concreta de que o partido não pretenda lançar candidato próprio a Prefeito Municipal em 2008. O atual presidente trabalha com plenos poderes como Diretor na Secretaria Municipal de Comunicação, contudo não faz parte do núcleo que emana as decisões políticas. Mesmo os “grumetes” que dirigem a nau do PPS em Montes Claros não deixariam um presidente de partido que pretenda lançar candidato trabalhar nas suas barbas. Seria o mesmo que contratar o lobo de gerente do galinheiro.

Como pontos negativos não podemos desconsiderar que um jovem, sem experiência política e de articulação limitada, no comando do partido pode acabar enfraquecendo ainda mais a sigla ao não conseguir novas adesões representativas. A falta de disputa pelo comando também pode ser considerada como uma ausência de estratégia real do PTB local para as eleições de 2008, resultando no agravamento do clima de desânimo entre os filiados.

PS: Para quem não entendeu a foto, o apelido do Paulo César Júnior é PC Júnior.

Brasil tem nova classe média, diz ‘The Economist’

O Brasil tem uma nova classe média, surgida quase da noite para o dia, segundo uma reportagem publicada na edição desta semana da revista britânica The Economist. Essa fatia da população teria se beneficiado da estabilidade e do crescimento econômico no país e também em boa parte da América Latina.

“Tendo deixado a pobreza para trás, a sua incipiente prosperidade está conduzindo o rápido crescimento de um mercado de consumo de massa numa região há muito tempo notória pelo duro contraste entre uma reduzida elite privilegiada e uma maioria pobre. Seu advento promete transformar a política da região”, diz a revista.

A Economist frisa que enquanto é possível medir a pobreza, o termo “classe média” já é mais subjetivo, e esclarece que a reportagem está se referindo àquelas pessoas que poderiam ser descritas como de classe média baixa. Muitas têm pequenos negócios ou trabalham no mercado de serviços.

Consumo

Segundo a reportagem, entre 2000 e 2005, o número de famílias com renda anual entre R$ 12 mil e R$ 45 mil cresceu em 50% no Brasil, enquanto o grupo ganhando menos de R$ 6 mil anuais diminuiu dramaticamente. Outra evidência da chamada “nova classe média” citada pela revista é o nível recorde da venda de carros novos, computadores e eletrônicos no país.

Além disso, de acordo com a Economist, “os sinais de progresso estão em toda parte. Novos prédios de apartamentos, do tipo comum nas partes mais chiques de São Paulo, agora sobressaem por entre as casas do que ainda lembra as favelas”.

Editorial

Em editorial na mesma edição, a revista diz que apesar das notícias sobre “revoluções” populistas ou “socialismo do século 21” na América Latina, a situação em muitos países da região está, na realidade, melhor hoje do que em qualquer outro momento desde a metade dos anos 70.

“O ponto importante é que o caminho tomado pela maioria dos países latino-americanos – o da democracia e das economias de mercado – está finalmente rendendo frutos”, diz o editorial.

Segundo a Economist, as mudanças ainda são frágeis, “mas as lições para os governos são claras. Para impulsionar a nova classe média, é crucial manter a inflação baixa. Assim como melhorar a educação de baixa qualidade oferecida pelas escolas e universidades da região”.

Melhorar a infraestrutura de transportes e retirar o excesso de proteção no mercado também são medidas necessárias, segundo a revista. Assim, “as democracias latino-americanas poderiam virar uma esquina importante, na qual desigualdade, pobreza e populismo dariam lugar a prósperas democracias de classe média onde a maior parte tem interesse na estabilidade”.
 
Fonte: Jornal Estado de Minas

Design e tecnologias feitas para 90% da população

lifestraw01.jpg

Lifestraw – para beber água do rio

Está acontecendo em Nova York uma mostra bem interessante – a Design for the Other 90%  sobre tendências de design na criação objetos e produtos para a população mais carente. No site da exposição há os dizeres – a maioria dos designers é focada em criar produtos para apenas 10% da população mundial [a parte mais rica e favorecida].

qdrum01.jpg

Qdrum – sem peso nos ombros. É só empurrar a roda com água

Projetar produtos para 90% da população [menos favorecida] inclui desenvolver o Q Drum, uma roda/reservatório usada para carregar altas quantidades de água a grandes distâncias na África. Ou ainda o LifeStraw, uma espécie de canudo com filtro usado em regiões carentes, onde as pessoas são obrigadas a tomar água direto em poços e rios.

O site da mostra Design for the Other 90% é bem completo e conta com diversos outros projetos [cerca de 30].

Dedado do blog do Tiago Dória

Terremoto no Peru: Mais de 500 mortos

terremotoperu.jpg

 O número de mortes no terremoto registrado nesta quarta-feira no Peru está entre 500 e 510, segundo um novo balanço provisório de vítimas divulgado por Roberto Ocño, comandante do Corpo de Bombeiros.

“O número aumentou e está entre 500 e 510 mortos. Os feridos já passam de 1.600”, disse. “Muitos mortos estão sob os escombros das casas. Nas ruas, muitos morreram até de infarto”, acrescentou Ocño, que foi contatado por telefone enquanto trabalhava nas áreas mais afetadas. Segundo estimativas da ONU, o terremoto teria deixado 450 mortos e 1.500 feridos.

Segundo o Itamaraty  há cinco mil brasileiros morando no Peru. Por enquanto não há registro de brasileiros mortos ou feridos durante o terremoto.

Fiéis são encontradas com vida sob destroços de igreja

Os bombeiros encontraram nesta quinta-feira duas fiéis vivas em meio aos escombros da igreja de San Clemente, em Pisco, uma das regiões mais atingida pelo terremoto da tarde de ontem. Estima-se que 300 pessoas participavam da missa no momento da tragédia.

A operação de resgate aconteceu nesta quinta poucos momentos antes da chegada do presidente Alan Garcia no local, que ultrapassou as barreiras de segurança e entrou nas ruínas da igreja.

Na falta de veículos apropriados para a remoção dos destroços, uma centena de bombeiros voluntários de Lima estão trabalhando no local.

Quer acompanhar pelos blogs do Peru? Clique aqui.

Governador do Piauí ataca “deboche” de presidente da Philips

govwellingtondias.jpg

De Mônica Bergamo na folha de hoje:
O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou à Folha hoje que encaminhará ao presidente Lula e ao Congresso Nacional um ofício para que o governo e o parlamento se posicionem quanto ao que considera “um deboche” do presidente da Phillips, Paulo Zottolo, ao Estado.

Em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, Zottolo afirmou que, ao apoiar o movimento “Cansei”, desejava remexer no “marasmo cívico” do Brasil, e afirmou: “Não se pode pensar que o país é um Piauí, no sentido de que tanto faz quanto tanto fez. Se o Piauí deixar de existir ninguém vai ficar chateado”, afirmou na entrevista.

Dias afirmou ainda que enviará ofícios a todos os governadores do Nordeste e ao de São Paulo, José Serra, para que se unam ao protesto contra as declarações de Zottolo.

Em nota enviada à coluna, o governador afirmou que “lamentavelmente, o presidente da Philips desconhece o Piauí.” Veja a íntegra da nota:

“Tenho certeza de que o capitalismo afasta o homem do ser humano. Que Deus dê a ele a oportunidade de conhecer o Piauí e os homens e mulheres que aqui vivem. Para se ter uma idéia, o Piauí tem 80% de suas florestas nativas preservadas e produz oxigênio para o Brasil e para o mundo. O Piauí, segundo estudos em andamento, tem uma das maiores bacias de gás e petróleo do país.

É do Piauí a melhor escola do Brasil, eleita dois anos consecutivos pelo Enem. O Piauí tem a melhor produtividade de soja, mel e algodão do país. Por coincidência, um piauiense, José Horácio de Freitas, foi diretor financeiro da Philips. Por ele e por todos os cidadãos piauienses deveríamos ter respeito. E faço a ele o convite para vir conhecer o Piauí.”

Manchetes do Dia (17/08)

Jornal de Notícias: Emergência de cara nova

O Tempo: Ônibus tomba e mata 9 na BR-381

Hoje em Dia: Dólar dispara na turbulência

Estado de Minas: Dólar dispara no pior dia da crise