Jornal argentino disse que Arafat era homossexual e morreu de Aids

yasser_arafat.jpg

A liderança palestina finalmente confirmou que a “misteriosa” morte do líder Yasser Arafat em novembro de 2004 foi causada pelo vírus da AIDS. Esta semana, o dirigente máximo palestino na Síria confessou, diante das câmeras de TV, que o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, o havia assegurado que os boletins provenientes do hospital francês onde morreu Arafat diziam que a causa da morte foi AIDS. Ahmad Jibril, líder e fundador da Frente Popular pela libertação da Palestina, deu uma entrevista ao canal Al-Manar em que contou quando interrogou Abbas sobre a investigação do envenenamento de Arafat, este lhe disse que deveria se calar. “Para ser honesto, o informe oficial dos franceses é muito claro. A AIDS foi que o levou”.  Líderes palestinos sempre optaram por esconder a homossexualidade de Arafat para evitar ataques ao ex-líder. Isto o obrigou a se casar e a ter uma filha, hoje com 12 anos de idade.

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: