Operação Águas Profundas: Entrevista com German Efromovich

germanefromovich.jpgProprietário do estaleiro Mauá Jurong, uma das empresas investigadas pela Polícia Federal na Operação Águas Profundas, o empresário German Efromovich afirma que está sendo vítima de uma “pilantragem” armada por seus concorrentes, mas ele não quis nomear os responsáveis pela suposta armação contra ele. Nascido na Bolívia e naturalizado brasileiro, Efromovich é dono de empresas em diversas áreas, entre as quais as companhias aéreas Ocean Air e a colombiana Avianca, do estaleiro Eisa e da empresa prestadora de serviços na área de petróleo Marítima. Em entrevista por telefone à Folha, ele afirma que nunca teve negócios com a Angraporto, empresa que seria o núcleo do suposto esquema, segundo a Polícia Federal:

FOLHA – Sua empresa está sendo acusada de participar de um esquema de fraude em licitações da Petrobras. Como o sr. responde?
GERMAN EFROMOVICH – É preciso deixar claro. A Polícia Federal está achando que a Mauá Jurong teve uma participação numa fraude da P-16. A incursão que ela fez ontem lá na Mauá [no escritório da companhia] não durou mais do que uma hora. Nenhuma pessoa da Mauá foi presa ou indiciada. É preciso ter muito cuidado, porque estão causando um dano, sem saber o que está acontecendo antes, através de uma pilantragem, de que podemos ter sido vítimas, “caídos” de babacas.

FOLHA – Vítimas de quem?
EFROMOVICH – Não sei. Não conheço os fatos. Está tudo de surpresa. Não sabemos de onde vem isso.
(…)

FOLHA – Existe uma disputa judicial entre a Marítima, também do seu grupo, com a Petrobras.
EFROMOVICH – Não vou responder isso pelo telefone. Esse mercado é uma guerra de tubarões, golpes baixos. Não sei se alguém está aprontando, ou alguém está nos preparando para alguma coisa.
(…)

FOLHA – A Mauá Jurong doou para campanhas de petistas no ano passado. Por quê?
EFROMOVICH – Está tudo documentado. Não fui eu que escolhi, nem sei. Essa ligação é maldosa, criminosa e escrota. Porque não está escondido. O que foi dado está nos documentos. Se doou, é dentro da lei. Assinante lê íntegra aqui

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: