Edemar Cid Ferreira e Ricardo Mansur são condenados por Justiça Federal de SP

edemar.jpgReportagem no O Globo Online:
Os empresários Edemar Cid Ferreira, ex-dono do Banco Santos, e Ricardo Mansur, ex-presidente do banco Crefisul e que também foi prietário da Mesbla, foram condenados nesta quinta-feira pela Justiça Federal de São Paulo à pena de quatro anos e oito meses de prisão pelo juiz Fausto Martin de Sanctis, da 6ª Vara Criminal do estado.

Eles também também terão que pagar multa de R$ 3.672 milhões, por “operações ilícitas de empréstimo financeiro” para beneficiar empresas controladas por eles próprios.

De acordo com o juiz, o Banco Excel Econômico concedia, por meio de empresas intermediárias, empréstimos financeiros a companhias pertencentes a diretores e executivos de seu próprio quadro. A constatação é de que foram usadas empresas do Grupo Crefisul e o próprio Banco Crefisul, cujo diretor-presidente era Ricardo Mansur.

“As operações consistiram de empréstimos triangulares, em que o Banco Excel Econômico S/A concedia empréstimos às empresas pertencentes ao Grupo Crefisul e, concomitantemente, o Banco Crefisul S/A celebrava contratos de mútuo, nos mesmos valores e condições, com empresas do Grupo Excel”, explica o juiz em sua sentença.

Também foi condenado a cinco anos e cinco meses o empresário Ezequiel Edmond Nasser, que terá que pagar uma multa de R$ 4,284 milhões. Ele ocupava o cargo de presidente do extinto Excel Econômico.

A denúncia fala de quatro grandes operações consideradas ilícitas, como um empréstimo de R$ 10,112 milhões entre o Banco Excel Econômico a Usina Albertina S/A e a Ezibrás Factoring Sociedade de Fomento Comercial. Na época, o Excel tinha como presidentes-diretores Ezequiel Edmond Nasser e Jacques Nasser, sócios da Ezibrás.

A sentença também cita uma outra operação de R$ 15 milhões entre o Excel Econômico, três empresas do Grupo United (presididas por Ricardo Mansur), Banco Crefisul (presidido por Ricardo Mansur), a Ezibrás e a Compugraf Serviços.

Em 1998, o Excel também renovou um empréstimo com as empresas do Grupo United, no valor de R$ 20,7 milhões.

A denúncia envolvendo o banco Santos dá conta de um empréstimo de R$ 2 milhões com a Excel Administradora de Cartões, que tinha participação do próprio Excel. Na época, o banco abriu um crédito de R$ 2 milhões à Santos Seguradora.

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: