Archive for 20 de junho de 2007|Daily archive page

Charge do dia

renanlama.gif

O PT e o seu jeito de ser

Vergonhoso é o mínimo que se pode dizer do aumento determinado para os “servidores federais”, que ficou entre 30,57% e 140%? Vergonhoso não porque não mereçam, pelo contrário. Merecem sim, até para manter os melhores quadros longe da iniciativa privada. Acho uma maravilha o aumento diferenciado e quem me conhece sabe que sempre fui contra aumentos salariais em linha, coisa que o PT sempre pregou. 

A vergonha vem agora. O aumento diferenciado será concedido além dos servidores de carreira, ou seja, os concursados, para os quase 23 mil cargos comissionados, ou seja, aqueles sem concurso. Para ser mais claro, terão reajuste os petistas que estão na máquina pública. Óbvio que há outros partidos ocupando a máquina federal, mas destaco os petistas porque são a grande maioria e pelos benefícios que o PT obterá com esta medida.

Todo mundo sabe que qualquer cidadão filiado ao PT tem de contribuir com parte de seu salário para o partido. Neste ano, o reajuste decidido pelo governo custará R$ 277 milhões aos cofres públicos. Não vou especular quantos milhões deste dinheiro público irão para os cofres do PT, mas com certeza serão muitos e isto se configura uma verdadeira vergonha porque parece orquestrada para favorecer ao partido que está em péssimas condições financeiras.

Para aqueles que acham que o meu argumento é “cabelo em ovo”, segue o que saiu no Estadão online:
“O aumento concedido pelo governo a ocupantes de cargos comissionados deve aliviar as contas do PT, que está amarrado em uma dívida de cerca de R$ 45 milhões. Apesar de ainda não saber estimar a receita adicional que entrará nos cofres, o tesoureiro da legenda, Paulo Ferreira, afirmou que o aumento certamente ajudará a amenizar o aperto. ‘Ainda não há como quantificar, mas na atual situação qualquer recurso ajuda a melhorar a nossa saúde financeira’, afirmou.”

Início de um fim?

ruymuniz.jpgA não renovação do registro da SOEBRAS pelo Conselho Municipal de Assistência Social de Montes Claros – CMAS em razão, segundo os jornais locais, da falta de comprovação da aplicação de 20% da receita bruta em gratuidade e em projetos, programas e serviços de assistência social de caráter permanente, parece ser o início do inferno astral do Deputado Estadual e Presidente de Honra do Grupo SOEBRAS, Ruy Muniz.

Para corroborar minha tese veja o que saiu ontem no site Montesclaros.com:
De: IVO CASTANHEIRA  Data: 19/6/2007 00:29:37 
Cidade: MONTES CLAROS  País: BRASIL
 
Chegou hoje a Montes Claros um grupo de técnicos da Controladoria Geral da União para promover uma devassa em instituições filantrópicas voltadas para atividades de ensino que receberam verbas públicas e não prestaram contas. Segundo os técnicos, diversas instituições de Montes Claros poderão até ser fechadas, incluindo uma faculdade, tudo isto sem prejuízo de uma posterior ação da polícia federal. Segundo os técnicos, eles fizeram até uma aposta entre eles para adivinhar o nome da operação da polícia federal. Ganhou a sugestão de nome “Operação Bom Samaritano”. Será uma operação em nível de Brasil e estima-se mais ou menos 320 prisões. Tomara que a Polícia Federal ponha um fim na “pilantropia” que existe no Brasil. Estamos daqui torcendo pelo êxito da operação.

Foto: Jornal O Norte

Motorista passou cheques de mais de R$ 125 mil para Renan

Da Folha de S. Paulo, hoje:
“Signatário de cheques no valor de R$ 95,2 mil e R$ 30,8 mil apresentados pela defesa de Renan Calheiros, Marcelo Nunes de Amorim, 34, é motorista particular e mora numa casa em Benedito Bentis, bairro popular de Maceió. Ele, a mulher e dois filhos vivem numa rua com esgoto a céu aberto.

Os cheques são referentes à compra de 2.086 arrobas de boi, o que equivale a mais de 30 mil quilos de carne. Apesar da vida visivelmente modesta, Cleide Rodrigues Amorim, 33, sua mulher, confirma que o marido foi autor dos cheques, mas que a pedido do cunhado.

Segundo Cleide, foi seu irmão, Erivan Rodrigues, dono de um pequeno açougue em Benedito Bentis, que comprou o gado de Renan. Só que, por não ter conta bancária -“Ele não gosta de mexer com essas coisas”-, pediu que Nunes passasse cheques para a compra.

Primeiro, Cleide disse que Erivan distribui carne para açougues da região. Depois, disse que o irmão comprava animal de Renan para revender ao matadouro Mafrial. Hoje, Nunes é motorista de Rodrigo Loureiro, que trabalha com leilão de gado e é ligado ao governador Teotônio Vilela (PSDB). A sogra do irmão de Loureiro, Solange Jurema, é secretária da Assistência Social de Vilela”.

Renan inflou sua renda para justificar despesas

De Eugênia Lopes em O Estado de S. Paulo, hoje:
“O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), inflou seus vencimentos para tentar justificar sua renda. O artifício usado pelo senador foi a inclusão, entre suas fontes de recursos, da verba indenizatória paga aos parlamentares. Essa verba não é renda, não pode ir para o bolso dos parlamentares porque é um ressarcimento de despesas, como aluguel e combustíveis. Além disso, é paga mediante a apresentação de notas fiscais e não é tributável.

A planilha com todas fontes de renda de Renan, desde 2003 até o ano passado, faz parte de um dossiê de 28 páginas enviado pelo próprio senador a cada um dos 513 deputados. Na papelada, os recursos da verba indenizatória, em 2006, foram a segunda maior renda do senador e somaram R$ 244.632,68. Ficaram atrás apenas dos rendimentos obtidos com a atividade rural – R$ 720.169,36. Em salário, o presidente do Senado ganhou no ano passado R$ 130.613,66, valor bem abaixo da indenização.

Pelo quadro com a origem dos recursos de Renan, ele ganhou um total de R$ 1.145.179,13 em 2006. O valor registrado como verba indenizatória ultrapassa os R$ 15 mil mensais, que são o teto do benefício pago tanto a deputados quanto a senadores. Ou seja, o máximo de verba indenizatória por ano é de R$ 180 mil. Pela declaração de Renan, ele teria recebido mais de R$ 20 mil mensais da verba”.

Manchetes do Dia (20/06)

Jornal de Notícias: Aprovado projeto de mototaxi

O Tempo: Pressionado, Renan diz que não sai

Hoje em Dia: Lula traz R$ 2 Bi para MG

Estado de Minas: PF prende quadrilha das aposentadorias