Archive for 6 de junho de 2007|Daily archive page

Charge do dia

Anúncios

Receita libera consulta da malha fina do IR 2007

A Receita Federal já liberou em seu site a consulta dos retidos na malha fina do Imposto de Renda 2007 / ano-base 2006. Neste ano, segundo antecipou a reportagem, a Receita pegou 850 mil contribuintes com problemas nas declarações. Ao fazer a consulta, o contribuinte pode checar qual a pendência detectada pelos técnicos da Receita e, se for o caso, fazer uma declaração retificadora para regularizar a situação. Segundo o levantamento, entre os principais motivos para reter as declarações estão a omissão de renda (própria ou de dependentes), divergências nos dados de despesas médicas e falta de declaração de renda proveniente de aluguel de imóveis. No ano passado, cerca de 1 milhão de contribuintes ficaram na malha fina, de um total de 22 milhões de declarações entregues à Receita. Neste ano, foram entregues 23,27 milhões de declarações. Apesar desse aumento, houve queda no número de contribuintes presos na malha fina. Consulta.

Para fazer a consulta, basta entrar no site da Receita Federal e clicar na seção “IRPF – Extrato Simplificado do Processamento”. Nesta página devem se informados o número do CPF com o dígito e sem o traço, o número do recibo de entrega (os dez primeiros dígitos) e o código de segurança pedido (quatro caracteres). Para saber se há alguma pendência, basta checar a coluna “Situação”. Se houver algum problema, estará especificado (clique sobre a explicação para saber mais). Se estiver tudo certo, aparecerá a mensagem “Processada, aguardando novos lotes”.

Caso seja indicado algum erro mas o contribuinte tenha como provar que sua declaração está correta, ele deve esperar os próximos lotes ou o aviso da Receita para esclarecimento – o prazo é de até cinco anos.

Vi na FolhaNews

Mais do que irmão

Da coluna Painel da Folha de S.Paulo, hoje:
“Quem priva da intimidade do presidente da República avalia que o indiciamento do irmão Vavá pela PF embute menos dano potencial do que a presença, entre os presos na Operação Xeque-Mate, de Dario Morelli Filho, faz-tudo de Lula desde meados da década de 90 até a eleição de 2002 e ainda hoje um auxiliar íntimo o bastante para lhe fazer companhia durante o Carnaval passado no Guarujá, litoral paulista.

“O Dario é mais próximo do Lula do que o irmão”, afirma um petista graúdo sobre o ex-segurança, agora acusado de corrupção ativa e formação de quadrilha. “Entrava e saía da casa do Lula sem pedir licença.”

“Definição de quem conhece os personagens de longa data: “O Dario é uma espécie de dobradiça do Lula e do Paulo Frateschi” (presidente do PT paulista). Servia tanto para cuidar da segurança como para providenciar a cerveja do churrasco.”

“Assim como Frei Chico, outro irmão de Lula, Dario também era encarregado de “cuidar da família”, aí compreendido não apenas o núcleo formado por Marisa e filhos. Foi assim que se aproximou de Vavá.”

RCTV vai transmitir parte da programação em telões

rctv.gifA emissora Rádio Caracas de Televisão (RCTV), tirada do ar no último dia 27 por uma decisão do governo venezuelano, irá transmitir parte de sua programação em telões instalados em praças públicas de Caracas e cidades no interior do país. A decisão foi anunciada nesta terça-feira junto com o local da primeira transmissão: a praça Alfredo Sadel, no sudeste da capital da Venezuela.

De acordo com diretores da RCTV os telões irão exibir capítulos das novelas “Mi Prima Ciela” e “Camaleona”, que iam ao ar no horário nobre até o sinal da emissora ser cortado. O público também poderá assistir ao vivo a gravação de humorísticos e programas de auditório, como o campeão de audiência “Quem Quer Ser Milionário”. Há 53 anos no ar, a RCTV era a emissora mais popular da Venezuela e a única de alcance nacional que se mantinha na oposição ao presidente Hugo Chávez.

Nos últimos dias, parte da programação da RCTV tem sido veiculada por internet ou pelo sinal internacional da TV colombiana Caracol. Segundo sua porta-voz, a emissora não tem intenção de mudar suas operações para outro país da América Latina ou para os EUA. Nenhum dos três mil trabalhadores da RCTV ainda foi demitido. A maioria continua a trabalhar e a produzir os programas, que estão sendo exibidos também na internet, no site de notícias do El Observador.

“Em algum momento, esperamos retomar o nosso sinal aberto,” disse a vice-presidente de mercado da RCTV, Inés Bacalao, que descartou a possibilidade da emissora transmitir seu sinal na TV por assinatura, ou TV a cabo. “Queremos regressar ao sinal aberto. Se transmitirmos por cabo, nossa programação será vista por apenas 30% dos venezuelanos,” afirmou. 
 
Agência Estado

Manchetes do Dia (06/06)

Jornal de Notícias: Novos recursos para a BR-135

O Tempo: Chefe da máfia é preso em Minas

Hoje em Dia: Malha fina do IR pega 850 mil

Estado de Minas: Anel mata 18 só este ano