Veja 1 – O movimento estudantil que quer democracia, à diferença do nosso

movestudantilvenezuela.jpg

Por Duda Teixeira, de Caracas:
Há bastante tempo se esvaneceu qualquer dúvida de que o presidente Hugo Chávez está a meio caminho de instalar uma ditadura personalista na Venezuela. O projeto autoritário que move o coronel, no poder há oito anos, culminou com o fechamento da RCTV, o canal de televisão de maior audiência no país, na noite do domingo 27. Era uma das duas únicas emissoras a exercer um jornalismo independente do governo. O decreto que tirou o canal do ar – e o substituiu por outro, controlado pelo governo – tinha tudo para ser apenas mais um dos abusos de poder que Chávez cometeu sem enfrentar resistência. Desta vez foi diferente. Durante cinco dias consecutivos, na semana passada, milhares de estudantes de universidades públicas e privadas saíram às ruas das cidades venezuelanas para protestar. Ao contrário dos universitários paulistanos que ocuparam a reitoria da Universidade de São Paulo por motivos paroquiais, os jovens venezuelanos tinham uma causa nobre: a defesa da liberdade de expressão. “Estamos nas ruas para defender um direito humano”, disse a VEJA Rosa Benitez, 21 anos, estudante de nutrição da Universidade Central da Venezuela, em Caracas. Vestida de preto, a cor escolhida pelos universitários para as manifestações da sexta-feira, ela resumiu assim sua motivação: “Não somos políticos nem golpistas, somos apenas estudantes defendendo a liberdade de dizer o que pensamos”. Assinante lê mais aqui

Foto: Gregorio Marreo/AP

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: