As boas e as nem tão boas notícias da economia

economiaforte.jpg

De O Estado de S.Paulo, hoje:
“É uma notícia excelente por dia”, comemorava, na semana passada, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, folheando os jornais. Segunda-feira, a Caixa Econômica Federal anunciou o maior lucro obtido num primeiro trimestre desde sua criação, há 146 anos: R$ 777,6 milhões. Quarta-feira, a agência classificadora de risco Standard & Poor’s informou que o Brasil está a um passo de se igualar às economias mais desenvolvidas.

Quinta-feira, foi batido o recorde de geração de empregos com carteira assinada: 301.991 vagas em abril. No mesmo dia, o Tesouro Nacional conseguiu, pela primeira vez, vender títulos no mercado interno pagando juros abaixo de 10% ao ano.

O problema foi a boa notícia da terça-feira: a cotação do dólar rompeu a barreira dos R$ 2, depois de seis anos acima dessa marca. O fato levou o governo a um estado de euforia e, ao mesmo tempo, apreensão. Afinal, a enxurrada de recursos externos entrando no País garante preços baixos no mercado interno, o que beneficia, principalmente, o eleitorado preferencial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e leva alegria para as famílias de classe média, que organizam férias no exterior. O ruim é que o real valorizado pode criar um problema no curto ou médio prazo, dependendo da capacidade de reação do empresário nacional, ou seja, a possibilidade de perda de receita das exportações.”

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: