Fala, leitor!

Caro Doisdedos,

Esse discurso do vereador é algo sem fundamento. Essa audiência pública foi aquela que aconteceu numa manhã de sexta-feira, com presença de alguns deputados da bancada do norte? Se for, todos sabem que foi um palanque armado pra esses deputados, que sonham em ser prefeitos e que já declararam abertas suas campanhas. E que inclusive, não surtiu o efeito esperado por eles.

Enquanto se diz da base governista, Junior de Samambaia, que foi expulso do seu partido, como você mesmo publicou aqui, cisca em todos os terreiros, conversa com todos os grupos tentando vender caro o seu passe. Então não sei até que ponto podemos considerá-lo da “base governista” e se a armação de tal palanque não foi de comum acordo com algum desses “deputados candidatos”.

E quanto ao esvaziamentro da audiência pública, creio que se não foi de caso pensado, foi de extrema infelicidade marcá-la para o mesmo horário em que acontecia a plenária da Governança Solidária com o pólo da Zona Rural, no Parque de Exposições, e com todas as
lideranças rurais da cidade. Creio que aproximadamente 350 pessoas da Zona Rural estavam presentes, inclusive porque lá foram entregues mais alguns cheques do Pronaf.
E, se não me falha a memória, o prefeito mandou sim, um secretário substituí-lo nesta reunião.

Quanto às plenárias da Governança Solidária, gostaria de ouvir novo comentário seu, já que aproximadamente um mês atrás classificou aqui de “Governança Solitária”, e que segundo você mesmo “As plenárias da Governança Solidária que estão acontecendo
em vários bairros da cidade apenas servirão para fechar a tampa do caixão desta administração. A idéia e a forma são excelentes meios de atingir uma participação popular efetiva. Porém como há um desgaste grande da administração perante o povo, provavelmente a proposta não será entendida e aceita.”

E ainda:

“Minha bola de cristal, comprada do Shopping Popular (made in Paraguay) mostra que a oposição aproveitará o momento em que o Prefeito Athos abaixará a guarda, ou seja, indo até os bairros, para começar a dar “jabs” de esquerda e direita para minar o adversário através de vaias, palavras de ordem e balburdia.”

Um abraço,

Jorge

———————–

Salve, Jorge!

Tudo bem, até concordo que isto é tudo “firula política” pré-campanha para Prefeito, mas não podemos desmerecer a discussão da segurança pública em Montes Claros apenas por não concordarmos com os métodos. O problema é grave e merece atenção de todos os partidos e esferas de governo. Não compareci e nem obtive informações se foram cobrados do ex-prefeito Tadeu Leite e do ex-prefeito Jairo Ataíde, a parcela de responsabilidade de cada um no problema. Mas como muitos cidadãos pensam como você e acabam fugindo destas arenas de discussão popular, provavelmente os puxa-sacos de plantão que foram não perguntaram. Isto nos remete a um mal que está se tornando contumaz na sociedade, o do livre direito de ignorar os problemas.

Em relação ao vereador Júnior Samambaia expulso de seu partido mediante acusação de desvio de ética e moral, a meu ver utilizando o velho truque do “imoral é moral se me interessar”, faz aquilo que se espera de um político sem partido, ou seja, tenta articular e escolher um cantinho para a reeleição, que não será nada fácil depois do problema dos pombo correios . Se é da base governista ou oposicionista não sei mas é bom lembrar que escolhas políticas SEMPRE tem um custo.

Em relação às plenárias já tinha pensado em refazer o post citado por você, MAS vou aguardar um pouco mais para dar o braço a torcer. Continuo achando, como disse anteriormente, que “…a idéia e a forma são excelentes meios de atingir uma participação popular efetiva.” Sei que houve grande participação popular, contudo, também sabemos eu e você, que foram feitas várias manobras políticas atendendo os presidentes do bairros como medidas preventivas de calar os descontentes antes das reuniões. Coisas da política. A nota de repúdio fica para a oposição que tanto grita e esperneia nos corredores e plenário da Câmara Municipal. Se a reunião era popular e aberta a todos porque não compareceram? Porque não foram criticar  frente-a-frente com o Prefeito e cara-a-cara com o povo? Porque não aproveitaram e foram perguntar sobre os gastos para a montagem da Governança Solidária, sobre o descaso da Educação, da situação da Saúde? Em Política deve-se ter a honradez de enfrentar os embates em pé, de frente, e não como cobra sorrateira pelas costas.

Platão

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: